Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pedro Venceslau

    Pedro Venceslau

    Pós-graduado em política e relações internacionais, foi colunista de política do jornal Brasil Econômico, repórter de política do Estadão e comentarista da Rádio Eldorado

    Cúpula do União Brasil se reúne para votar expulsão de Bivar

    Maioria dos membros da executiva deve votar contra deputado

    Cúpula do União Brasil se reúne para votar expulsão de Bivar
    Cúpula do União Brasil se reúne para votar expulsão de Bivar

    A Executiva Nacional do União Brasil vai se reunir nesta quarta-feira, 20, em Brasília para votar o parecer que pede o afastamento do deputado Luciano Bivar (PE) da presidência da sigla e sua “expulsão com cancelamento de filiação”.

    A CNN apurou que a maioria dos 17 membros da executiva deve votar contra Bivar – são necessários 11 votos.

    Eleito em março presidente do partido, Antônio Rueda deve assumir interinamente o cargo até junho, quando vai tomar posse oficialmente.

    O relatório do União Brasil obtido pela CNN acusa Bivar de “ofensas e graves ameaças” contra Rueda e seus familiares e indícios de motivação criminosa nos incêndios que destruíram as casas do dirigente e de sua irmã, Maria Emília Rueda.

    Procurado pela CNN, Bivar ainda não respondeu.

    O processo interno começou no último dia 13, quando a executiva acolheu a representação assinada pela senadora Professora Dorinha. O secretário geral, ACM Neto (BA), deu um prazo de 72 horas para a manifestação do representado.

    O advogado Antônio de Rueda foi eleito por unanimidade presidente do União Brasil, pela executiva do partido, em 29 de fevereiro, após um embate nos bastidores contra o deputado Luciano Bivar (União Brasil-PE), seu antigo aliado.

    A chapa de Rueda venceu por 30 votos a zero, mas Bivar não aceitou o resultado.