Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Raquel Landim

    Raquel Landim

    Com passagens pelos principais jornais do país como repórter especial e colunista, recebeu o prêmio “Jornalista Econômico” de 2022 pela Ordem dos Economistas do Brasil

    Não podemos perder o foco nos civis em Gaza, dizem fontes do Itamaraty

    Brasil vai participar de reunião do Conselho de Segurança da ONU na quinta-feira (18)

    Não podemos perder o foco nos civis em Gaza, dizem fontes do Itamaraty
    Não podemos perder o foco nos civis em Gaza, dizem fontes do Itamaraty

    Fontes diplomáticas brasileiras afirmam à CNN que é “prioritário” evitar a escalada do conflito no Oriente Médio, mas que o mundo “não pode perder o foco” nos civis em Gaza.

    “Toda a comunidade internacional está empenhada em evitar a escalada do conflito entre Irã e Israel”, disse uma alta fonte diplomática brasileira. “Mas também não podemos perder o foco nos civis que estão morrendo em Gaza, inclusive de fome”, continuou.

    Em nota divulgada no sábado (13), o Itamaraty expressou sua preocupação com o risco de escalada do conflito, mas não condenou o ataque iraniano.

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi considerado persona non grata em Israel depois de comparar os ataques ao território palestino da Faixa Gaza com o Holocausto.

    O Brasil não faz parte do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) neste biênio, mas vai participar de uma reunião do órgão na quinta-feira (18), dia que será aberta a outros membros.

    O conflito em Gaza vem sendo explorado politicamente no Brasil, colocando em lados opostos o governo e a oposição. Em suas redes, o governador de São Paulo, Tarcisio de Freitas (Republicanos), “expressou solidariedade com o povo de Israel”.