Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    MRV

    Conteúdo patrocinado

    Conteúdo Patrocinado é o espaço para as marcas se comunicarem com o público.

    MRV

    Dezembro Laranja alerta sobre a importância da prevenção do Câncer de Pele

    Neste ano a campanha ganha ainda mais força com o apoio da MRV, que tem usado seus canteiros de obras para conscientizar os operários sobre a relevância do EPI Protetor Solar

    Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos da doença no Brasil. Já o Instituto Nacional do Câncer (INCA) alerta que, a cada ano, surgem cerca de 185 mil novos casos.

    Para despertar na população a conscientização e importância da prevenção do câncer da pele, desde 2014 a SBD promove o Dezembro Laranja, uma ação que faz parte da Campanha Nacional de Prevenção do Câncer de Pele.

    Prevenção e proteção

    De acordo com a SBD, evitar a exposição excessiva ao sol e proteger a pele dos efeitos da radiação UV são as melhores estratégias para prevenir o melanoma e outros tipos de tumores cutâneos.

    Como a incidência dos raios ultravioletas está cada vez mais agressiva em todo o planeta, as pessoas de todos os fototipos devem estar atentas e se protegerem quando expostas ao sol. Os grupos de maior risco são os do fototipo I e II, ou seja: pessoas de pele clara, com sardas, cabelos claros ou ruivos e olhos claros. Além destes, os que possuem antecedentes familiares com histórico de câncer de pele, queimaduras solares, incapacidade para se bronzear e muitas pintas também devem ter atenção e cuidados redobrados.

    Entre as medidas de proteção apontadas pela SBD estão:

    – Usar chapéus, camisetas, óculos escuros e protetores solares.

    – Cobrir as áreas expostas com roupas apropriadas, como uma camisa de manga comprida, calças e um chapéu de abas largas.

    – Evitar, sempre que possível, a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16 horas (horário de verão).

    – Usar filtros solares diariamente, e não somente em horários de lazer ou de diversão. Utilizar um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo.  Reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre. Ao utilizar o produto no dia a dia, aplicar uma boa quantidade pela manhã e reaplicar antes de sair para o almoço.

    – Observar regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas.

    – Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo.

     

    Cuidando de quem constrói

    Neste ano, no entanto, a Campanha Dezembro Laranja ganha ainda mais força com o apoio da MRV, que tem usado seus canteiros de obras para conscientizar os operários sobre a relevância do EPI Protetor Solar. “O nosso objetivo é alcançar os operários da construção civil e outros profissionais que trabalham ao ar livre, além de toda a sociedade, com dicas de cuidado e informações sobre perigos da exposição solar sem proteção”, conta Rafael Lafetá, diretor executivo de Sustentabilidade da MRV.

    O coordenador Campanha Dezembro Laranja,  diretor da SBD, Carlos Barcaui, destaca que os homens, principalmente em situações não recreativas, têm mais dificuldade em usar o protetor solar, enquanto as mulheres são mais receptivas: “Queremos com a campanha reforçar as medidas para todos os momentos de exposição ao sol, não apenas na hora do lazer e essa campanha da MRV é  muito importante para conscientização não só dos operários dos canteiros de obras, mas para outros profissionais que trabalham expostos ao sol”.

    Rafael Lafetá explica que a participação da companhia materializa seu compromisso com a valorização da saúde física, mental e emocional do trabalhador que é o “Cuidando de quem constrói”. “As iniciativas estão em diversos espaços e têm nos colaboradores do canteiro de obras o seu grande eixo: eles são nossa linha de frente, agentes fundamentais na construção de empreendimentos melhores e mais sustentáveis, que dão forma ao poder transformador dos lares que entregamos. Por isso mesmo, estão no centro das múltiplas ações para promover conscientização, informação, prevenção e evolução comportamental em diferentes temáticas”, ele conta, destacando que entre as ações desenvolvidas estão a realização de palestras com dermatologistas nas obras da empresa, consultas com dermatologistas para todos os trabalhadores que desejarem além da distribuição de material educativo com aprovação da SBD.

    E os resultados tem sido bastante expressivos. “Houve o aumento do autocuidado dos operários, com mais utilização do protetor solar. E durante as consultas foram detectados que 5 colaborares precisavam fazer biopsia e ter um acompanhamento por suspeita de câncer. Isso é muito gratificante, poder identificar e tratar a tempo nossos colaboradores”.

    O engajamento dos funcionários MRV comprovam, também, a importância da iniciativa. “A MRV é uma das melhores empresas em relação à preocupação e orientação sobre a saúde de seus colaboradores. E quando a doença é o câncer de pele, é muito melhor prevenir do que tratar. Eles nos dão protetor solar para nos proteger da exposição solar, e não fazem isso pensando no lucro, mas, sim, na saúde do funcionário”, diz Raimundo da Cruz, armador da MRV.

    Para Antônio de Sousa Ramalho Ramalho, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo a ação é muito importante por alertar aos trabalhadores sobre a importância do cuidado com a pele diariamente. “A pele é nosso maior órgão e merece atenção especial, principalmente devido aos riscos associados ao câncer de pele. Pessoalmente, vivi a experiência de um diagnóstico de câncer e isso me trouxe uma compreensão profunda sobre a relevância da prevenção”.

    Segundo Heitor Gonçalves, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, é essencial levar informação sobre prevenção a quem trabalha exposto ao sol, como por exemplo os profissionais da construção civil. “Temos que cobrar dos governos uma ação de fomento ao uso do protetor solar. Essa ação já temos junto ao congresso Nacional e com o Ministério da Saúde”, ele ressalta.