Não estamos em uma crise financeira, mas de saúde, diz presidente do Santander


Raquel Landim da CNN Brasil
19 de março de 2020 às 18:51
LideresReal

 

Foto: Divulgação/CNN

A crise do coronavírus colocou o mundo de cabeça para baixo. O Brasil, que já não andava bem das pernas, está sofrendo ainda mais. Mas para Sérgio Rial, presidente do Santander no Brasil e na América Latina, o país vai passar por cima desse momento conturbado. Porém, para isso, o governo e o Congresso precisam ajudar: é necessária uma união entre os poderes para que as reformas sejam priorizadas.

Em entrevista ao programa CNN Líderes, Rial faz uma análise da economia global e brasileira e afirma que essa não é uma crise financeira, mas de saúde. Por isso, ele afirma que o momento do governo não deve ser o de procurar pela melhor decisão, mas sim de implementar a ação mais eficiente e veloz que puder.

Na conversa com a analista de economia da CNN Brasil, Raquel Landim, o presidente do Santander também opinou sobre o atual momento da bolsa de valores. Segundo ele, muitos novos investidores estão aprendendo de maneira traumática o significado da palavra risco. Mesmo com uma queda tão brutal do mercado nesse ano, Rial acredita que a renda variável não deixará de ser uma opção para os brasileiros – e que o mercado de capitais é o caminho natural para qualquer país que deseja se tornar desenvolvido.

Mesmo assim, Rial dá uma dica para quem está preocupado com os seus investimentos despencando nas últimas semanas. “Se o dinheiro investido em bolsa não é necessário para as despesas recorrentes, esqueça dele. Não olhe para a tela. Continue a sua vida, pois isso vai passar.”

Confira, a seguir, a íntegra da entrevista: