Setor têxtil sofre com cancelamentos de encomendas e fecha fábricas

Raquel Landim
Por Raquel Landim, CNN  
19 de março de 2020 às 16:28
17.mar.2020 - Pouco movimento no comércio no centro de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (17), em consequência das restrições impostas para combater o coronavírus (Covid-19)
Foto: LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚ

Os impactos da pandemia do novo coronavírus já atingem o setor têxtil. As empresas do setor relatam cancelamento de encomendas e fechamento de fábricas.

A informação é de Fernando Pimentel, presidente da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil). “É um efeito cascata, que já atinge a confecção, a tecelagem e a fiação”, diz o executivo.

Com o fechamento do varejo, principalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo, já há relatos de redes varejistas se recusando a receber produtos no centro de distribuição e cancelando encomendas.

Por conta disso, algumas empresas estão dando férias coletivas aos trabalhadores. O impacto no caixa das companhias deve ser expressivo.

Pesquisa realizada pela Abit no início da semana apontou que 50% das empresas do setor já sentem os impactos do novo coronavírus.

Entre as companhias afetadas, 73% sofrem com cancelamento de encomendas e 49% com alteração de preços.

Pimentel alerta, no entanto, que a situação está se agravando tão rápido que os números estão desatualizados.