Ibovespa sobe pelo 3º dia e vai a 77 mil pontos, maior pontuação em 2 semanas


Do CNN Brasil Business, em São Paulo*
26 de março de 2020 às 10:19 | Atualizado 26 de março de 2020 às 18:02
Bolsa de valores de SP

Dia de pregão na bolsa de valores de São Paulo (09.Mai.2016)

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

O Ibovespa, principal índice do mercado de ações brasileiro, encerrou o pregão desta quinta-feira (26) em alta de 3,67%, a 77.709,66 pontos. É a maior pontuação em duas semanas – desde o pregão de 13 de maio, quando o Ibovespa fechou em 82.677,91 antes de entrar em uma espiral de quedas.

Foi o terceiro dia consecutivo de alta na bolsa brasileira, o que coloca a bolsa na rota de fechar a semana no azul pela primeira vez depois de uma série de cinco semanas negativas, em que acumulou perdas de cerca de 40%.

Pesou para investidores dentro e fora do Brasil a aprovação de um pacote de ajuda inédito no Senado americano. Na quarta-feira (25), o Congresso dos Estados Unidos liberou US$ 2 trilhões para combater os efeitos econômicos do coronavírus - o maior pacote de socorro já feito na história do país. 

No Brasil, ainda na noite desta quarta-feira (25), o empresário Abílio Diniz, presidente do Conselho de Administração da Península Participações, afirmou que o ministro da economia Paulo Guedes lhe garantiu que vai dobrar o estímulo divulgado até agora e injetar R$ 600 bilhões na economia nos próximos meses.

A injeção trilionária de recursos aguardada para a economia americana ajudou bolsas de todo o mundo a subirem. Em Wall Street as altas foram fortes: o índice Dow Jones avançou 6,38%, o S&P 500 teve alta de 6,24% e o Nasdaq Composite ganhou 5,6%, para 7.797,54 pontos.

Mesmo com sessões voláteis, as bolsas europeias também fecharam em alta: o FTSEurofirst 300 subiu 3,27% e o STOXX 600 ganhou 3,09%, após terem chegado a cair mais 5% mais cedo.

*Com Reuters