Com temor de paralisação global, índices asiáticos fecham dia em queda

A atual preocupação é que, se a demanda externa se deteriorar devido à pandemia, a China será inevitavelmente impactada

Reuters
30 de março de 2020 às 07:49
Funcionário usando roupa de proteção contra coronavírus dá orientações dentro da bolsa de valores de Xangai (28.fev.2020)
Foto: Aly Song/Reuters

Os índices acionários da China fecharam em baixa nesta segunda-feira (30) com as preocupações dos investidores sobre o coronavírus ofuscando o corte inesperado de juros pelo banco central do país.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,97%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,9%.

O subíndice do setor financeiro do CSI300 perdeu 0,69%, o de consumo recuou 0,3%, o imobiliário caiu 0,93% e o de saúde teve queda de 1,07%.

A atual preocupação é que, se a demanda externa se deteriorar devido à pandemia, a China será inevitavelmente impactada já que é uma grande parte das cadeias industriais globais, disse a Bohai Securities em nota.

O banco central da China cortou inesperadamente a taxa de recompra reversa em 20 pontos básicos nesta segunda-feira, a maior redução em quase cinco anos, com as autoridades ampliando as medidas para aliviar a pressão sobre uma economia prejudicada pela pandemia do coronavírus.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,57%, a 19.084 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,32%, a 23.175 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,90%, a 2.747 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,97%, a 3.674 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,04%, a 1.717 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,72%, a 96.629 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 4,45%, a 2.416 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 7,00%, a 5.181 pontos.