Carteira Inteligente: Armadilhas e oportunidades de negócios na pandemia

Planejamento, diversificação e diferenciação: essas são algumas das dicas dos especialistas ouvidos pelo programa comandado por Fernando Nakagawa

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
21 de abril de 2020 às 20:26 | Atualizado 22 de abril de 2020 às 09:13
 

“Todas as crises foram duras e eu sofri, não sabia como chegaria ao fim, mas alguma oportunidade apareceu.” A frase, que faz ainda mais sentido em tempos pandemia, é de Jorge Paulo Lemann. O bilionário que controla gigantes como AB InBev, Kraft Heinz e Burger King, afirma que seus melhores negócios foram feitos em momentos de crise,

Mas afinal quais são as oportunidades que surgem em períodos marcados por economias no vermelho e empresas no buraco?
 
O programa Carteira Inteligente segue atrás de respostas e conversa com três grandes especialistas no assunto. O primeiro deles é Carlos Takahashi, CEO para o Brasil do maior fundo de investimento do mundo, a BlackRock.

"O recado para os investidores é ter o planejamento financeiro bem estruturado. Um dos grandes desafios que nós temos, em momentos de crise, é a questão da liquidez, Na questão de oportunidades, ainda veremos muitos negócios bem sucedidos em setores como: e-comerce, saúde e agronegócio", afirma Takahashi.
 
Carlos Daltozo, chefe de renda variável da casa de análises Eleven Financial, defende a já propagada diversificação para passar por esses momentos turbulentos.

"Neste momento de crise, podemos ver muitas oportunidades. Não só em bolsas como em outros ativos também. O momento é de diversificação nos investimentos", diz ele. "Mas lembrando sempre que devemos ter a chamada reserva de emergência e que esteja em ativos de menor risco. Quem estiver perdendo sono por causa de investimentos, provavelmente, a locação de capital está equivocada."
 
Na visão de Renan Pieri, professor de economia da Fundação Getulio Vargas, a diferenciação pode ser aquilo que mudará empresas de patamar, inclusive, após o fim da pandemia.

"Em um espaço mais competitivo, a empresa precisa se diferenciar. Quem conseguir criar linha de produtos, que atenda públicos, em diversos tipos de renda, sairá na frente", diz Pieri. "Sabemos que, em momentos de aumento ou queda de renda, é importantíssimo a empresa saber se reposicionar."

Ouça o programa: