'Compras online ficarão extremamente relevantes', diz CEO das Lojas Marisa

Para retomada, os objetivos serão 'proteger a saúde financeira da organização, garantir a irrigação de caixa da empresa e a retomada de estratégias comerciais'

Da CNN, em São Paulo
21 de abril de 2020 às 15:34

Durante o fechamento por conta da pandemia de COVID-19, as Lojas Marisa tiveram crescimento de 40% dos novos clientes no e-commerce. Diante disso, o CEO da rede varejista, Marcelo Pimentel, disse, em entrevista à CNN, nesta terça-feira (21), que os meios de compra eletrônicos deverão ganhar relevância mesmo após a reabertura do comércio.

"Não tenho dúvida de que, mesmo após a retomada das atividades normais, modalidades de compra multicanais vão se tornar extremamente relevantes. A experiência de compra, provavelmente, mudará", avaliou. 

Questionado sobre as estratégias para a retomada, o empresário citou que irão além das promoções, que, sim, serão feitas, mas como "parte de uma estratégia que vai muito além". "Acho que a parte de promoções será um dos elementos. Mas, acredito que as empresas precisam se preparar de forma criativa para retomar o crescimento e a confiança da cliente para retornar à loja", explicou.

Leia também:

Reabertura em SP deve começar pelo interior e com uso de máscara obrigatório

Isolamento mais restrito acelera retomada econômica, diz estudo do MIT

Pimental ainda ressaltou que a volta das empresas deve ser "feita com bastante responsabilidade" e que as lojas seguirão protocolos para a reabertura. "Nas próprias lojas nós temos protocolos de cinco passos para que a loja seja reaberta, garantindo os EPIs dos nossos colaboradores", informou.

Segundo o CEO, neste momento de retorno gradual, os objetivos serão "proteger a saúde financeira da organização, garantir a irrigação de caixa da empresa e, consequentemente, a retomada de estratégias comerciais".

Otimista com a reabertura, Pimentel diz que o processo para minimizar a perda será gradual, mas que "até o final do ano a gente vai estar relativamente perto dos números do ano anterior".