Vaxart anuncia teste positivo contra COVID-19 e ações sobem 35% na Bolsa de NY


Do CNN Brasil Business*, em São Paulo
21 de abril de 2020 às 12:41 | Atualizado 23 de abril de 2020 às 08:27

As ações da Vaxart subiram até 35% na Bolsa de Nova York, nesta terça-feira (21), depois de o laboratório norte-americano anunciar que foram bem sucedidos testes pré-clínicos em animais com um tipo de vacina oral contra a COVID-19.

A alta dos papéis da empresa foi registrada antes da abertura do mercado, dentro do índice Nasdaq, e garantiu um ganho acumulado de 567% à companhia no ano. Perto das 13h, a valorização era de 26%.

A solução apresentada pela companhia é baseada em um comprimido, que deve ser ingerido à temperatura ambiente, e que representaria uma vantagem em relação a soluções injetáveis.

“Estamos particularmente interessados em vacinas orais que possam gerar reações de imunidade e anticorpos em mucosas. Essa é uma característica fundamental das nossas vacinas orais, e potencialmente significativas à proteção contra o vírus causador da COVID-19", afirmou o diretor da Vaxart, Sean Tucker.

A Vaxart começou, em janeiro deste ano, um programa para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, com base em uma plataforma de vacinas orais. Dois meses depois, firmou um contrato com a Emergent BioSolutinos, parceira dos testes atuais.

"Acreditamos que uma vacina oral (...) pode oferecer vantagens distintas em relação a alternativas em avaliação (...). Se comercializadas, podem ser muito diferenciadas, devido à sua forma de administração e maneira como estimula uma reposta imunológica", afirmou o analista da asset HC Wainwright, Vernon Bernadino.

*Com informações da Reuters