França entra em recessão após contração histórica da economia

Segundo dados preliminares, PIB francês encolheu 5,8% nos primeiros três meses de 2020

Estadão Conteúdo
30 de abril de 2020 às 07:02
Ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, durante entrevista coletiva em Paris
Foto: Francois Mori - 25.mar.2020/Reuters

O Produto Interno Bruto (PIB) da França sofreu contração de 5,8% no primeiro trimestre de 2020 em relação ao quarto trimestre de 2019, a maior da história, em meio ao impacto da pandemia do novo coronavírus, segundo dados preliminares divulgados nesta quinta-feira (30) pelo Insee (instituto de estatísticas do país).

O resultado ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo jornal Wall Street Journal, que previam queda de 4,2% no período.

Assista e leia também:
Devido à recessão, Brasil terá equilíbrio fiscal apenas em 2023, afirma Mourão
CEOs globais veem recessão em forma de U devido a coronavírus, mostra pesquisa

Como o PIB francês já havia encolhido 0,1% no último trimestre de 2019, a economia do país entrou em recessão técnica com o resultado dos primeiros três meses de 2020.

Em relação ao mesmo intervalo de 2019, o PIB da França sofreu uma queda de 5,4% entre janeiro e março, informou o Insee.