Com quadro de empregos piorando por pandemia, Casa Branca considera mais auxílio

Equipe de Trump afirmou que está discutindo com parlamentares um potencial pacote de ajuda a Estados

Reuters
11 de maio de 2020 às 08:17
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (06.mai.2020)
Foto: Tom Brenner/Reuters

A Casa Branca começou conversas informais com republicanos e democratas no Congresso sobre o que incluir em mais uma rodada de legislação de alívio contra a pandemia de coronavírus, disseram oficiais, neste domingo (10), prevendo mais perdas de empregos nos Estados Unidos nos próximos meses.

Autoridades da administração Trump, incluindo o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e o assessor econômico da Casa Branca Larry Kudlow disseram que estavam tendo discussões com parlamentares em assuntos que incluem um potencial pacote de ajuda a Estados cujas finanças foram devastadas pela pandemia.

Outro assessor econômico da Casa Branca, Kevin Hassett, disse que leis futuras podem incluir auxílio alimentício para ajudar norte-americanos que estão enfrentando a fome em meio à perda de empregos que arruinou as finanças de muitas pessoas. Também pode incluir acesso à banda larga para quem não tiver, acrescentou Hassett.

Enquanto os democratas, que controlam a Câmara dos Deputados, estão se mexendo para apresentar novos projetos de lei ainda no começo desta semana, a Casa Branca sinalizou que não está com pressa para aprovar uma nova legislação de auxílio.

“Vamos esperar as próximas semanas”, disse Mnuchin ao programa “Fox News Sunday”.

Desde o início de março, o Congresso norte-americano aprovou leis alocando 3 trilhões de dólares para o combate à pandemia, incluindo dinheiro público para indivíduos e empresas para mitigar o impacto econômico que inclui uma taxa de desemprego de 14,7% em abril, perda de empregos nos EUA que não era vista desde a Grande Depressão dos anos 1930.