Abertura: Home office eterno no Twitter e mercado à espera do vídeo de Bolsonaro


Paula Bezerra Do CNN Brasil Business, em São Paulo
13 de maio de 2020 às 07:24 | Atualizado 13 de maio de 2020 às 07:28
Fernando Nakagawa

Abertura de Mercado é um podcast diário com as principais notícias econômicas

Foto: CNN Brasil

Em meio à pandemia do novo coronavírus, no Brasil só se fala de... política. Mercado dá sinais de que aguarda vídeo de Bolsonaro e, enquanto isso, Ibovespa volta a cair e dólar só precisa se valorizar mais 2,30% para chegar aos R$ 6. Nos EUA, Twitter anunciou que pretende seguir deixando seus funcionários fazer home office no mundo pós-isolamento. 

No episódio de hoje:

- Cenário político balançou novamente o mercado financeiro, levando o dólar para as alturas;
- A expectativa em relação ao vídeo da reunião ministerial citada por Sergio Moro fez a bolsa cair 1,5% e o dólar alcançar o patamar de R$ 5,86;
- Agora, basta a moeda americana avançar 2,30% para chegar aos R$ 6;
- Nem mesmo a fala de Bolsonaro garantindo a presença e autonomia de Paulo Guedes parece acalmar os indicadores neste momento;
- Uma matéria do jornal Estado de S. Paulo mostrou que a desidratação das pautas propostas pelo ministro não passa despercebida pelo mercado;
- As agências de rating afirmam, no entanto, que a presença de Guedes é menos importante do que a sinalização de que as reformas serão cumpridas;
- Pensando justamente em mostrar que não desistiu do regime fiscal, a equipe econômica descartou continuar com o auxílio emergencial até o final do ano;
- Agora o governo tenta entender se houve irregularidade no repasse do auxílio para cerca de 70 mil militares;
- Crise econômica chegou aos unicórnios e impacta o futuro de fintechs e startups;
- A empresa de pagamentos Stone demitiu 20% dos seus funcionários;
- Relatório da Morgan Stanley aponta que as companhias que não tiverem fundos para se manter entre 6 e 12 meses terão dificuldades para sobreviver no pós-pandemia;
- UBER iniciou operação do UBER Flash no Brasil, voltada para a entrega de objetos;
- Lá fora, especula-se que a multinacional esteja de olho em fortalecer as operações do UBER Eats, de entrega de comida;
- Twitter anunciou que, mesmo após pandemia, seus funcionários poderão continuar fazendo home office;
- A empresa acredita que a experiência se mostrou efetiva e que pode funcionar em escala;
- AGENDA: IBGE divulga Pesquisa Mensal de Comércio do mês de março, que já deve trazer impactos do novo coronavírus.