Bolsonaro fala em privatizações, mas descarta Caixa, BB e núcleo da Petrobras

A Casa da Moeda também foi retirada da lista por "questões estratégicas"

Reuters
29 de maio de 2020 às 08:36
Prédio do Banco do Brasil (29.out.2019)
Foto: Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (28) que o governo está planejando "privatizar muita coisa", mas descartou da lista a Caixa, o Banco do Brasil e o que chamou de núcleo da Petrobras.

"Estamos, sim, buscando privatizar muita coisa, mas não é fácil. Tem empresas que obrigatoriamente passam pelo Congresso, vai ter reação, é natural", disse o presidente em entrevista à rádio Jovem Pan, também transmitida ao vivo em sua conta no Facebook.

"Mas estamos buscando privatizar, sim. Os Correios é uma que está na fila... A Casa da Moeda, eu resolvi... eu tirei a Casa da Moeda fora, eu entendo que é uma questão estratégica, não é o caso, mas estamos caminhando", acrescentou.

Segundo o presidente, "a Caixa Econômica Federal não está nessa linha (de privatizações), o Banco do Brasil também não está nessa linha, a Petrobras, o núcleo também não está nessa linha".

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook