EUA registram nova queda no seguro desemprego, mas segunda onda preocupa

Cerca de 20 milhões de pessoas dependem do recurso atualmente, mas o número chegou a 40 milhões no pico da pandemia

Do CNN Brasil Business, em Nova York
18 de junho de 2020 às 18:13
Seguro desemprego nos EUA: 20 milhões de pessoas dependem do recurso atualmente, mas o número chegou a 40 milhões no pico
Foto: CNN/Divulgação

Mais 1,5 milhão de trabalhadores passaram a depender do benefício, em uma semana, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira pelo governo federal americano. Hoje, 20 milhões de pessoas dependem do recurso. Esse número chegou a 40 milhões, no pico da epidemia, nos Estados Unidos.

O Departamento de Estatísticas Trabalhistas indica, também que entre a primeira e a segunda quinzena de junho, 62 mil trabalhadores deixaram de receber o auxílio por terem retornado ao mercado de trabalho. A queda no desemprego coincide com a alta no consumo das famílias.

Em maio, houve 18% de crescimento no varejo, o que encerrou três meses de queda consecutiva nas vendas. Só que o mercado continua de olho nos novos focos da Covid-19. Mais de 20 estados americanos registraram retomada nos casos da doença. Se a quantidade de doentes continuar crescendo, provavelmente os Estados Unidos terão uma segunda onda de quarentenas. 

Entenda mais na análise do editor de internacional da CNN, Marcelo Favalli

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook