Empresa de bebidas cria fundo global de US$ 100 milhões para apoiar bares


Gabriel Passeri, da CNN Brasil, em São Paulo
24 de junho de 2020 às 19:12
bares vazios

Bares vazios nas ruas do Rio de Janeiro em meio ao isolamento social para conter o novo coronavírus

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Para mitigar os impactos econômicos no setor de bares e restaurantes, a Diageo - empresa mundial em bebidas alcoólicas e proprietária de marcas como Johnnie Walker, Smirnoff, Tanqueray - anunciou nesta quarta-feira (24) o lançamento de um fundo global de US$ 100 milhões (cerca de R$ 530 milhões na cotação atual). 

O investimento no Brasil será de R$ 15 milhões, destinado a bares da cidade de São Paulo e outras localidades a serem ainda definidas.

Além de São Paulo, cidades como Nova York, Londres, Edimburgo, Dublin, Cidade do México, Belfast, Shangai, Déli, Mumbai, Nairóbi, Sydney e outras receberão o apoio financeiro para se restabelecerem na reabertura da economia.

“Bares e restaurantes estão no coração das comunidades. Muitos pontos de venda foram afetados por essa crise e precisam urgentemente de ajuda para reabrir suas portas. Esses estabelecimentos desempenham um papel essencial no encontro de pessoas para socializar e celebrar - algo que todos perdemos tanto durante esta terrível crise - e geram centenas de milhões de empregos, muitas vezes o primeiro da carreira de uma pessoa”, disse Ivan Menezes, CEO global da Diageo.

O setor de bares es restaurantes foi fortemente impactado na pandemia do novo coronavírus. Até o final de maio, cerca de 20% dos estabelecimentos do segmento fecharam no estado de São Paulo, deixando 300 mil funcionários desempregados.


Movimento Pró-Bar

Além da criação do fundo global, foi apresentado o Movimento Pró-Bar, um programa com dois anos de duração que oferecerá acesso gratuito a treinamentos e suporte online a estabelecimentos do setor ao redor do mundo.

A iniciativa se deu através de uma pesquisa com proprietários de bares para identificar os fatores prioritários para reabertura de seus empreendimentos. As principais preocupações incluem medidas de higiene, suporte digital e equipamentos práticos que transformem a forma de trabalho na “nova normalidade” pós-pandemia.

A partir de 24 de junho, os estabelecimentos interessados em fazer parte do movimento devem se cadastrar por meio da plataforma Diageo Bar Academy no site. Através da plataforma, os participantes terão acesso aos treinamentos on-line e participarão de pesquisas globais.

“O objetivo desta iniciativa é apoiar a recuperação de um setor-chave para a criação de empregos e recuperação econômica da região”, acrescenta, afirma Alberto Gavazzi, presidente da Diageo na América Latina e no Caribe.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook