Coty dobra aposta na família Kardashian com compra de 20% da KKW, por US$ 200 mi


Oliver Effron, do CNN Business, em Nova York
29 de junho de 2020 às 16:49 | Atualizado 29 de junho de 2020 às 18:14
Kim Kardashian

Kim Kardashian em debate para documentário "Kim Kardashian West: The Justice Project" 

Foto: REUTERS/Mario Anzuoni

Dona da linha de cosméticos da caçula da família Kardashian, Kylie Jenner, a Coty anunciou nesta segunda-feira (29) a compra de 20% da KKW, negócio de beleza de Kim Kardashian, por US$ 200 milhões. O acordo avalia a KKW em US$ 1 bilhão, um pouco menos do que os US$ 1,2 bilhão da Kylie Cosmetics.

De acordo com o contrato, noticiado pelo CNN Business, Kim manterá o controle criativo da empresa, e poderá seguir mobilizando seus mais de 300 milhões de seguidores nas redes sociais para chamar atenção para produtos e iniciativas da marca.

"Esse trato permitirá que eu me concentre nos aspectos criativos pelos quais sou tão apaixonada, ao mesmo tempo em que me beneficio dos incríveis recursos da Coty", disse Kim. 

O acordo deve ser fechado no terceiro trimestre de 2021 é a novidade mais recente em um mês movimentado para a Coty. No início de junho, a empresa demitiu o CEO Pierre Laubies e o substituiu pelo presidente Peter Harf - o quarto executivo a comandar a empresa em quatro anos.

A companhia também anunciou uma série de demissões em 2019 e uma perda de US$ 3 bilhões para as marcas que adquiriu da Procter & Gamble (PG), em 2015.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook