Dólar fecha cotado a R$ 5,44; alta foi de 1,9% no mês e de 4,7% no trimestre


Do CNN Brasil Business, em São Paulo
30 de junho de 2020 às 09:17 | Atualizado 30 de junho de 2020 às 17:33
dolar
Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Em um dia de sessão volátil, o dólar fechou em alta de 0,27% nesta quarta-feira (30), cotado a R$ 5,44 na venda. Durante a tarde a alta chegou a bater 1%. 

No mês, o dólar acumulou valorização de 1,87%, tendo revertido nas últimas semanas as fortes perdas registradas no início de junho. No acumulado do segundo trimestre, a apreciação foi de 4,73%. depois de ter disparado quase 30% apenas nos primeiros três meses de 2020 e chegado próximo dos R$ 6 em maio. Desde o começo do ano, a alta acumulada é de 35,56%.

O rali da moeda norte-americana tem sido associado por analistas a um cenário de juros baixos e incertezas econômicas e políticas locais.

O mercado global seguiu cauteloso nesta terça-feira, com dados pessimistas de grandes economias da Europa minando as esperanças sobre uma rápida recuperação econômica global diante da crise do coronavírus.

Leia também:
XP pretende levantar R$ 5,5 bi com nova oferta de ações no mercado
Pela primeira vez, mais da metade dos brasileiros não tem trabalho, diz IBGE

O número de casos nos Estados Unidos, principalmente, "agrava as preocupações do mercado sobre o risco de as autoridades terem que voltar atrás no processo de reabertura dos negócios", disse Luciano Rostagno, estrategista-chefe do banco Mizuho.

Também no radar dos investidores, o Parlamento da China sancionou uma lei de segurança nacional para Hong Kong nesta terça-feira, medida que pode gerar resposta norte-americana. Isso reacende as incertezas sobre o futuro do acordo comercial entre as duas maiores economias do mundo.

Segundo Rostagno, o pessimismo compensou dados promissores da China, cuja atividade industrial cresceu a um ritmo mais forte em junho depois que o governo suspendeu restrições e ampliou o investimento.

*Com Reuters

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook