Elon Musk se aproxima de bônus de US$ 1,8 bilhões com rali de ações da Tesla


Reuters
08 de julho de 2020 às 18:21 | Atualizado 08 de julho de 2020 às 18:24
Elon Musk Tesla

Elon Musk: o CEO da Tesla não recebe salário, apenas as opções em seu pacote de remuneração

Foto: Reuters/Aly Song

O recente rali das ações da Tesla está aproximando o CEO da companhia, Elon Musk, de um bônus que potencialmente vale US$ 1,8 bilhão, seu segundo em cerca de dois meses.

Alimentadas por vendas de carros mais fortes do que o esperado, as ações da Tesla subiram mais de 40% nas últimas sete sessões, elevando o valor de mercado da empresa para US$ 259 bilhões. Mais importante para as finanças pessoais de Musk, a capitalização de mercado média de seis meses da Tesla atingiu um recorde de US$ 138 bilhões.

Atingir o valor de mercado médio de US$ 150 bilhões em seis meses desencadeará a aquisição da segunda das 12 parcelas de opções concedidas ao bilionário para comprar ações da Tesla como parte de seu pacote de pagamentos de 2018. No início de maio, a primeira parcela de Musk foi investida após o valor de mercado médio de seis meses da Tesla atingir US$ 100 bilhões.

Leia também: 
Elon Musk é 'excessivamente otimista', diz presidente da Panasonic

Musk já alcançou metas relacionadas ao crescimento financeiro da Tesla que também são necessárias para adquirir a parcela de opções que se aproxima.

Cada parcela oferece a Musk a opção de comprar 1,69 milhão de ações da Tesla por US$ 350,02 cada. No preço atual das ações da Tesla, de US$ 1.397, Musk teoricamente seria capaz de vender as ações relacionadas à parcela de maio e à seguinte com um lucro combinado de mais de US$ 3,5 bilhões, ou US$ 1,8 bilhão por parcela.

A ação da Tesla acumulou ganho de 500% no ano passado, à medida que a empresa aumentou as vendas do sedã Model 3.

Musk, que também é o controlador majoritário e CEO da SpaceX, não recebe salário, apenas as opções em seu pacote de remuneração. Um pagamento total de todas as parcelas superaria qualquer coisa anteriormente concedida aos executivos dos EUA.

Quando a Tesla revelou o pacote de remuneração de Musk, ele disse que, teoricamente, poderia conseguir até US$ 55,8 bilhões se nenhuma nova ação fosse emitida. No entanto, a Tesla emitiu ações para compensar os funcionários e também vendeu ações em ofertas secundárias, incluindo uma venda de ações de US$ 2 bilhões em fevereiro.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook