JP Morgan registra queda de 51% no lucro, em meio a incerteza econômica nos EUA

O lucro líquido do maior banco dos Estados Unidos caiu para US$ 4,69 bilhões, ou US$ 1,38 por ação, no trimestre encerrado em 30 de junho

Reuters
14 de julho de 2020 às 09:10
Fachada do banco JP Morgan
Foto: Stephanie Keith/Foto de arquivo/Reuters

O JPMorgan Chase & Co. divulgou nesta terça-feira que reservou cerca de US$ 10,5 bilhões em provisões para cobrir uma onda de potencial inadimplência após a pandemia do Covid-19, mas reportou lucro melhor do que o esperado no segundo trimestre, apesar da queda de 51%.

O lucro líquido do maior banco dos Estados Unidos caiu para US$ 4,69 bilhões, ou US$ 1,38 por ação, no trimestre encerrado em 30 de junho, mas superou as estimativas dos analistas de US$ 1,04 por ação.

A escala de perdas de crédito esperadas no banco é um grande barômetro da saúde da economia dos EUA, conforme a pandemia de coronavírus aumenta o desemprego e pressiona as empresas.

"Apesar de alguns dados macroeconômicos positivos recentes e de uma ação governamental significativa e decisiva, ainda enfrentamos muita incerteza em relação à trajetória futura da economia", afirmou o presidente-executivo do JPMorgan, Jamie Dimon.

Ele também disse que o banco continuará pagando dividendos, a menos que "a situação econômica se deteriore substancial e significativamente".

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook