Fed vê economia melhorar, mas mantém taxa de juros perto de zero nos EUA

Banco central americano diz que economia continua muito abaixo do nível anterior à pandemia

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
29 de julho de 2020 às 15:11 | Atualizado 29 de julho de 2020 às 15:26
Edifício do Federal Reserve em Washington: taxa de juros permanece entre zero e 0,25% 
Foto: Leah Mills/Reuters

O Federal Reserve (Fed), o banco central americano, manteve as taxas de juros no intervalo entre zero e 0,25% em sua reunião encerrada nesta quarta-feira (29).

A decisão era esperada pela maior parte dos analistas de mercado.

Segundo o banco central americano, "depois de declínios abruptos, a atividade econômica e o emprego se recuperaram nos meses recentes, mas permanecem muito abaixo dos níveis do início do ano." 

No breve comunicado distribuído junto com a decisão, o Fed diz que a taxa vai permanecer nesse patamar até que os membros do comitê "estejam confiante de que a economia resistiu aos eventos recentes e está no caminho para atingir os objetivos do banco de máximo emprego e estabilidade de preços".

O Fed expressou ainda o compromisso de manter as medidas excepcionais que visam garantir alguma normalidade no mercado financeiro, como os programas de compra de títulos de bancos e de empresas, bem como arranjos de liquidez.

Efeitos no Brasil

O índice Ibovespa subia perto de 1%, enquanto o dólar apresentava estabilidade minutos antes do anúncio do Fed. Minutos depois, o Ibovespa passou a subir mais de 1%, acima dos 105 mil pontos, enquanto a moeda americana passou a recuar levemente (-0,27%), para R$ 5,15.

Em atualização.