Sinqia compra empresa de tecnologia do Itaú por R$ 82 milhões

Somente em 2019, a empresa fez quatro aquisições: Atena Tecnologia, ADSPrev, Softpar e Stock & Info. As compras devem continuar, segundo o CEO da Sinqia

André Jankavski, do CNN Brasil Business, em São Paulo
04 de agosto de 2020 às 20:11 | Atualizado 04 de agosto de 2020 às 20:49
Fachada da Sinqia
Fachada da Sinqia: empresa faturou R$ 48,6 milhões no primeiro trimestre e tem feitos aquisições em série
Foto: Sinqia/Divulgação

A empresa de tecnologia Sinqia, antigamente conhecida como Senior Solution, fez mais uma aquisição neste ano. Desta vez, a companhia adquiriu a Itaú Soluções Previdenciárias (ISP), controlada pelo Grupo Itaú, e focada em ferramentas tecnológicas para empresas de previdência complementar. O valor da aquisição foi de R$ 82 milhões.

A ISP possui escritórios no São Paulo e no Rio de Janeiro e 130 colaboradores e reportou um faturamento de R$ 50 milhões nos últimos 12 meses findos em junho. A investida da Sinqia é mais uma da empresa após uma oferta subsequente de ações ocorrida em 2019, quando a Sinqia levantou R$ 362 milhões. 

Leia também:
Lucro do Itaú cai 40% no 2º tri com aumento de proteções contra calotes
Lucro dos três maiores bancos privados cai 40% no 2º tri por reservas da Covid-19

Somente em 2019, a empresa fez quatro aquisições: Atena Tecnologia, ADSPrev, Softpar e Stock & Info. As aquisições devem continuar, segundo Bernardo Gomes, CEO da Sinqia.

“Esse processo foi primordial para o financiamento dessa aquisição, reafirmando a consistência de nossa estratégia de consolidação e inovação que continuará acelerada”, diz Gomes.

A empresa se tornou uma das queridinhas dos investidores em 2019, quando teve uma alta de quase 300% em seus valores. Neste ano, no entanto, a pandemia também vitimou a Sinqia, que ainda não conseguiu recuperar o valor de mercado visto em janeiro e tem queda acumulada de 6,5%.

No primeiro trimestre, último dado divulgado, a empresa faturou R$ 48,6 milhões, aumento de 26% em comparação ao mesmo período do ano passado. A empresa também conseguiu reverter o prejuízo de R$ 2,3 milhões registrado entre janeiro e março de 2019 para um lucro de R$ 443 mil.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook