Governo muda estratégia e quer enviar reforma tributária e pautas sociais juntas

Segundo uma fonte da matéria, o governo pretende “apresentar de uma vez só o saco de bondade e o saco de ajustes”

Da CNN, em São Paulo
10 de agosto de 2020 às 16:26 | Atualizado 11 de agosto de 2020 às 01:50

Com o objetivo de tornar a discussão sobre a reforma tributária mais palatável no Congresso, a equipe econômica do governo federal pretende enviar, aos parlamentares, a proposta de reforma tributária junto com pautas sociais.

Segundo apuração de Daniela Lima e Renata Agostini, da CNN, a equipe econômica pretende enviar de uma só vez, condensado em no máximo dois textos, suas propostas de reforma tributária, assistência social e nova versão do pacto federativo. Segundo uma fonte das jornalistas, o governo quer “apresentar, de uma só vez, o saco de bondade e o saco de ajustes”.

Leia também

Reforma tributária eleva carga dos bancos em 20%, diz presidente do Bradesco

Focus: previsão do mercado para contração econômica cai para 5,62%

Crédito do BNDES tem alta de 247,8% durante pandemia do novo coronavírus

A ideia inicial era fatiar reforma tributária em 4 fases, mas agora a equipe acha que ao enviar propostas completas, deputados e senadores podem digerir a agenda com mais facilidade, entregando o desenho completo da proposta econômica do governo.

Sobre o pacto federativo, o governo propunha, inicialmente, a descentralização de R$ 400 bilhões de recursos, que iriam direto para os estados. Agora a equipe de Guedes refez as contas e acha que o repasse não pode ser dessa magnitude.

(Com informações de Daniela Lima e Renata Agostini)