Oi marca nova assembleia de credores para 8 de setembro

No encontro, a companhia vai defender a venda de algumas de suas unidades produtivas, a exemplo da operação de telefonia móvel

Matheus Prado, do CNN Brasil Business*
13 de agosto de 2020 às 09:53 | Atualizado 13 de agosto de 2020 às 09:54
Orelhão da Oi
Foto: Reuters/Ricardo Moraes

O grupo de telecomunicações Oi vai promover assembleia de credores em 8 de setembro, afirmou a companhia em comunicado ao mercado no final da quarta-feira (13).

No encontro, a companhia vai defender a criação de quatro unidades produtivas isoladas (UPIs): redes móveis, torres, data centers e infraestrutura de fibra. O objetivo é segregar os ativos e vender grande parte deles.

Leia também:
O que pode impactar o preço das ações da Oi no curto e no médio prazo
Oi assina contrato de exclusividade com consórcio Vivo, Claro e Tim

Sem que esse passo seja aprovado pelos credores, não será possível realizar o leilão dos setores produtivos da tele. Lembrando que entre as UPIs está a operação móvel da companhia, que já tem oferta de R$ 16,5 bilhões do consórcio Vivo, Tim e Claro. 

A companhia tinha aproximadamente R$ 65 bilhões em dívida quando fez um dos maiores pedidos de recuperação judicial da história do país em meados de 2016.

*Com Reuters