Boom de ofertas de ações e de títulos faz B3 ter alta de 36% no lucro trimestral

Bolsa brasileira cresce de abril a junho com retomada de operações por empresas e entrada de investidores pessoa física

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
13 de agosto de 2020 às 20:53 | Atualizado 13 de agosto de 2020 às 21:03
A B3 teve um segundo trimestre de crescimento forte mesmo com a pandemia, graças em parte aos juros baixos
Foto: Leonardo Benassatto/Reuters

No período mais movimentado da história no mercado de capitais brasileiro, com recorde de volume negociado em diferentes áreas, a B3 (B3SA3) apresentou um lucro líquido de R$ 891,8 milhões no segundo trimestre. Foi um aumento de 36,2% em relação ao mesmo intervalo do ano anterior.

"Nos mercados de capitais e financeiro brasileiros, passamos por um momento inédito que combina volatilidade gerada pelas incertezas que acompanham a crise atual a um cenário de taxas de juros em patamares historicamente baixos", disse o presidente da B3, Gilson Finkelsztain.

Segundo o executivo, "tal dinâmica teve como efeito uma busca por parte dos investidores, principalmente os locais, por diversificação de seus portfólios além de títulos públicos, evidenciada pelo crescimento dos volumes negociados em nossos principais mercados de atuação".

Leia também:
Com aumento de pessoas físicas, B3 aumenta previsão de investimentos para 2020
Temporada de IPOs na bolsa: vale a pena comprar ação de uma empresa estreante?

Na comparação com o primeiro trimestre do ano, houve uma queda de 13% do lucro líquido. 

O vigor da demanda encorajou empresas a retomar planos de captação de recursos, tanto no mercado de dívida quanto de ações, por meio de ofertas iniciais (IPOs) e subsequentes (follow-ons).

A combinação de elevada liquidez no mundo, na esteira de injeção de recursos por bancos centrais, e juros baixíssimos no Brasil, levou diversas empresas a tirarem seus planos da gaveta mesmo diante de uma crise inédita no país. O resultado, até aqui, são cerca de R$ 25 bilhões em emissão de ações em meio à pandemia e um recorde de 2,8 milhões de pessoas físicas registradas na B3.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) entre abril e junho chegou a R$ 1,419 bilhão, elevação de 42% ante o observado um ano antes.

A receita líquida da empresa foi a R$ 2,129 bilhões, crescimento de 34,8% na base anual e praticamente estável (+0,2%) em relação ao primeiro trimestre do ano.

(Com Estadão Conteúdo)

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook