Empresa de vacina apoiada por Gates e Musk vê ação disparar 380% em 2 dias

Companhia alemã de biotecnologia CureVac estreou na Nasdaq na última sexta; companhia tem capital também do fundador da SAP

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
17 de agosto de 2020 às 18:02 | Atualizado 17 de agosto de 2020 às 18:18
O filantropo americano Bill Gates, em entrevista à CNN: aposta em empresa que desenvolve vacina contra a Covid-19
Foto: CNN

A corrida pelo desenvolvimento de uma vacina para o novo coronavírus continua a gerar fortes movimentos de valorização nas ações de empresas envolvidas.

O papel de destaque desta segunda-feira (17) e da última sexta (14) coube à CureVac, uma empresa alemã de tecnologia que tem investimento da Fundação Bill & Melinda Gates e um acordo de produção com o bilionário empreendedor Elon Musk, o fundador da Tesla e da SpaceX.

A CureVac fez a sua estreia na Nasdaq na sexta passada: a oferta pública inicial (IPO na sigla em inglês) levantou US$ 213,3 milhões para a companhia, que tem ainda o bilionário Dietmar Hopp, cofundador da SAP, a gigante mundial de software, entre seus principais acionistas. Na ocasião, a ação foi precificada a US$ 16, o que fez a companhia estrear com um valor de mercado de US$ 2,8 bilhões.

Leia também:
Covid-19: Governo da China concede sua 1ª patente de vacina à CanSino
Moderna, Pfizer, Novavax e outros: queda de até 16% nas ações com a vacina russa
EUA compram toda produção de vacinas da Pfizer e BioNtech prevista para 2020

Logo na estreia, as ações subiram quase 250%, para US$ 55,90, o que representou o melhor primeiro dia de negociação desde 2005.

A CureVac utiliza um método de desenvolvimento semelhante ao da Moderna, com uso do RNA mensageiro para estimular a produção de anticorpos nos pacientes.

Nesta segunda, as ações subiram mais 38% e fecharam negociadas a US$ 77,20.

A Fundação Bill & Melinda Gates, que não tem fins lucrativos e faz investimentos em projetos sociais e na área de saúde e educação, fez um aporte de US$ 40 milhões na CureVac em 2014. E mantém um acordo de desenvolvimento e propriedade intelectual com a Tesla desde 2015.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook