Veja como votaram senadores no veto ao congelamento de salário de servidores

Pesquise o posicionamento de cada um dos senadores por nome, partido e UF

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
20 de agosto de 2020 às 13:17 | Atualizado 20 de agosto de 2020 às 21:22
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, conduz sessão virtual
Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

Os senadores votaram para derrubar na noite de quarta-feira (19) o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que impedia reajustes salariais e contagem de tempo de serviço para profissionais de segurança pública, saúde, e educação durante a pandemia de covid-19. 

Esses profissionais estão entre as exceções à proibição de reajustes e contagem de tempo no serviço público, que foi estabelecida pela Lei Complementar 173 como contrapartida ao auxílio federal de R$ 125 bilhões para estados e municípios durante a crise do novo coronavírus.

Assista e leia também:

Senado vota para derrubar veto à medida que permitia aumento de servidores

Maia critica derrubada de veto pelo Senado

Também são beneficiados militares, trabalhadores de limpeza urbana, agentes penitenciários, assistentes sociais e trabalhadores de serviços funerários. Os demais servidores públicos federais, estaduais e municipais continuam enquadrados na proibição, que vai até o fim de 2021.

Ao todo, foram 42 votos para derrubar o veto presidencial, 30 para mantê-lo e 9 ausências.

Veja abaixo como votou cada um dos senadores em relação ao veto:

(Com informações da Agência Senado)