Com alta de preço, associação de supermercados sugere trocar arroz por macarrão


Diego Freire, da CNN, em São Paulo
10 de setembro de 2020 às 01:18 | Atualizado 10 de setembro de 2020 às 01:25

Em meio à alta do preço do arroz, o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Sanzovo Neto, afirmou nesta quarta-feira (9) que a entidade deve promover uma campanha para que o brasileiro substitua o arroz pelo macarrão.

"Vamos estar promovendo o consumo de massa, macarrão, que é o substituto do arroz. E vamos orientar o consumidor que não estoque (arroz). Quanto mais estocar, mais difícil fica a situação", disse, depois de se reunir com o presidente Jair Bolsonaro, em Brasília.

Leia também:
'Não estamos tabelando o arroz', diz Secretaria após notificar supermercados

 

Nesta quarta-feira (9), a Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou a isenção da tarifa de importação para a entrada de 400 mil toneladas de arroz até o final do ano, conforme apurou a CNN. O anúncio deve ser feito em breve.

Segundo informou uma fonte, a taxa cai de 12% para 0% em dois tipos de arroz. O objetivo é combater a forte alta dos preços do produto no varejo, estimulando a concorrência.

Outros produtos da cesta básica também estão subindo com vigor, como carnes, óleo de soja e milho. O governo federal está monitorando, mas, por enquanto, não vê necessidade de medidas nessas áreas.

Arroz

Nesta quarta-feira (9), a Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou a isenção da tarifa de importação para a entrada de 400 mil toneladas de arroz até o final do ano

Foto: Monsterkoi/ Pixabay