Ação do Facebook reduz alta após Kim Kardashian congelar conta na rede social


Uday Sampath Kumar, da Reuters
15 de setembro de 2020 às 17:27 | Atualizado 16 de setembro de 2020 às 16:38

As ações do Facebook desaceleraram os ganhos após Kim Kardashian West tuitar que estaria "congelando" suas contas do Instagram e do Facebook.

A ação do Facebook chegou a US$ 269,55 após a declaração, depois de ter subido mais de 3% mais cedo. Depois, o papel recuperou espaço e mostrava alta de mais de 2% no fechamento preliminar.

Leia também:
Novo iPad e Watch 'barato': as principais novidades divulgadas hoje pela Apple
Ações da Tesla, Apple e Google despencam: acabou a empolgação com as big techs?

"Junte-se a mim amanhã, quando estarei 'congelando' minha conta do Instagram e do Facebook para dizer ao Facebook #StopHateForProfit (Pare de dar lucro ao ódio)", escreveu Kardashian West no Twitter.

O Facebook recebeu críticas em relação ao tratamento do discurso de ódio em sua rede social. No início deste ano, centenas de anunciantes boicotaram temporariamente o Facebook.

Mais recentemente, a companhia disse que estava melhorando a detecção e remoção de incitação ao ódio antes das eleições gerais de Mianmar em novembro.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

0