Hapvida fecha compra de plano de saúde de Goiás por R$ 23 milhões


Paula Arend Laier, da Reuters
18 de setembro de 2020 às 10:58
Hospital Hapvida

Hapvida: no início do mês, a companhia já havia anunciado a aquisição do Grupo Promed por R$ 1,5 bilhão

Foto: Hapvida/Divulgação

A Hapvida (HAPV3) comunicou nesta sexta-feira que fechou acordo para transferência voluntária da carteira de beneficiários da Plamheg - Plano de Assistência Médica e Hospitalar do Estado de Goiás por R$ 23 milhões.

"Este valor poderá ser alterado diante de ajuste de preço decorrente de alterações verificadas no recebimento médio mensal da Carteira quando da data da conclusão da operação", afirmou em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Leia também:
Hapvida abre a carteira e compra a Promed, de Minas Gerais, por R$ 1,5 bi
Hapvida retoma cirurgias e consultas eletivas e eleva geração de caixa na crise

A empresa de saúde também informou que, por meio de sua subsidiária integral Ultra Som Serviços Médicos, assinou contrato para a aquisição de 100% do capital votante do Hospital Nossa Senhora Aparecida, em Anápolis (GO), por R$ 6 milhões.

A conclusão de ambas as transações, segundo a Hapvida, estão condicionadas a condições precedentes que podem ou não incluir negociação bem-sucedida dos respectivos instrumentos contratuais de aquisição e suas respectivas formalizações; a condução de maneira satisfatória dos procedimentos de diligência legal, contábil e operacional; e a apreciação e aprovação de órgãos reguladores.

No início do mês, a companhia já havia anunciado a aquisição do Grupo Promed, que tem boa parte das operações na região metropolitana da capital mineira Belo Horizonte, por R$ 1,5 bilhão.

A compra será feita com um pagamento de R$ 500 milhões pela Hapvida, além de uma dedução de R$ 500 milhões em dívidas do Promed. Para completar os R$ 500 milhões restantes, a Hapvida vai emitir 8,3 milhões papéis. 

A receita líquida do grupo Promed foi de R$ 600 milhões entre junho de 2019 e junho de 2020.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook