QuintoAndar usa tecnologia para recomendar preço justo de aluguel de imóveis

Algoritmo cruza dados como localização, metragem e histórico de buscas na plataforma para sugerir o valor que os proprietários deveriam cobrar dos inquilinos

Leonardo Guimarães, do CNN Brasil Business, em São Paulo
18 de setembro de 2020 às 00:01
QuintoAndar: durante o período de testes do novo algoritmo, a taxa de conversão (de aluguéis) aumentou 40%, e os proprietários receberam 15% a mais de propostas de potenciais inquilinos
Foto: Reprodução/Facebook

Determinar o valor do aluguel não é fácil. Não à toa existem profissionais que se dedicam exclusivamente a avaliar casas e apartamentos e, assim, ajudar proprietários de imóveis. Sabendo dessa dificuldade, a startup QuintoAndar adicionou à sua plataforma um algoritmo que, ao cruzar dados de localização, metragem e histórico de buscas, sugere um preço justo. 

A ferramenta é capaz de levar em conta características únicas das unidades residenciais ou comerciais, como seu estado de conservação e se elas são ensolaradas ou não. O resultado é que, durante o período de testes do novo algoritmo, a taxa de conversão (de aluguéis) aumentou 40% e os proprietários receberam 15% a mais de propostas de potenciais inquilinos. 

Leia também: 
Pensa em comprar imóvel após a pandemia? Veja o que empresas oferecem a clientes
Startup QuintoAndar cobre R$ 50 milhões em atrasos de aluguel na pandemia

“Sempre ficamos intrigados por que alguns imóveis demoram meses para serem alugados, enquanto outros são alugados em poucos dias”, explica Gabriel Braga, CEO do QuintoAndar, em entrevista ao CNN Brasil Business.

A ferramenta — que não tem custo adicional para os clientes da QuintoAndar — tenta resolver essa discrepância, achando um meio-termo entre rapidez da locação e um preço justo. Nessa equação, é fundamental o tempo que os proprietários podem esperar para alugar. Afinal, os mais apressadinhos acabam tendo de abrir mão de margem para ver os imóveis ocupados o quanto antes.

Mas será que o algoritmo pode inflacionar os preços? Segundo a QuintoAndar, não. A empresa disse que o preço médio de aluguel não variou com o uso da ferramenta, “o que significa que não estamos inflacionando o mercado nem derrubando os preços, estamos achando o preço correto mais rápido”, afirmou a companhia.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook