Shark Tank: astro da TV ajuda empresas fundadas por grupos de minorias

Empresa americana Lowe's e Daymond John convidam empreendedores de grupos sociais menos favorecidos a se candidatarem a apresentar seus produtos a executivos

Jeanne Sahadi, do CNN Business
19 de setembro de 2020 às 07:00
Diversidade LGBTQ: a rede de lojas de material de construção Lowe's anunciou parceria com Daymond John para dar visibilidade a grupos de minorias, como LGBTQ, mulheres e deficientes
Foto: Eduardo Pastor/Unsplash

Não é segredo que empreendedores pertencentes a minorias não recebem um tratamento justo de grandes marcas corporativas.

Na terça-feira (15), a rede de lojas de material de construção Lowe's anunciou que está fazendo parceria com Daymond John, estrela do reality show “Shark Tank” da rede ABC, nos EUA, em um esforço para ajudar a mudar isso.

Leia também:
Aos 89 anos, fundador da Duty Free conclui sonho de doar toda sua fortuna
Diversidade: Ambev amplia programa de vagas de estágio para negros
Diversidade é aposta das empresas para retomada competitiva no pós-pandemia

A empresa está convidando empreendedores de grupos sociais menos favorecidos a se candidatarem a apresentar seus produtos aos executivos da Lowe’s e ganhar algum espaço na prateleira da gigante das lojas de construção.

Lowe’s define como pequenas empresas diversas aquelas nas quais pelo menos 51% do seu capital pertence, é operado ou controlado por minorias, incluindo mulheres, ex-militares, deficientes e pessoas LGBTQ.

A ideia é ajudar a agilizar o processo e permitir que esses empreendedores apresentem seus casos diretamente aos executivos da Lowe’s com a ajuda de Diamond John, que também é o fundador da empresa de roupas de hip hop FUBU.

“A Lowe's está dando a essas empresas diversas uma chance muito merecida de brilhar, ao mesmo tempo em que revela produtos exclusivos e inteligentes que tornarão as prateleiras das lojas ainda mais atraentes para os clientes”, disse John à CNN Business.

Segundo o empresário, normalmente pode levar anos para que os produtos dessas empresas cheguem aos principais executivos de um grande varejista.

Ele brincou: “A melhor coisa sobre isso é que, ao contrário do que acontece no programa ‘Shark Tank’, dá para fazer o pitch [oportunidade de divulgar seu negócio em poucos minutos] diretamente com os executivos [da Lowe]. Eles não estão tentando ser como Kevin O'Leary [empresário e apresentador do programa] e obter royalties para o resto da vida ao adquirir uma participação em sua empresa”.

A Lowe’s disse que está procurando fornecedores iniciantes de produtos tradicionais e não tradicionais de reformas residenciais, incluindo equipamentos agrícolas, proteção antimicrobiana, inovações para uma vida acessível, jardinagem e decoração de interiores.

Os empreendedores norte-americanos podem se inscrever até 25 de setembro. Do grupo geral de candidatos, a Lowe's identificará até 375 candidatos a fornecedores. Desse grupo, ela selecionará 75 para enviar suas histórias por vídeo e, possivelmente, receber assistência de marketing ou mentoria. Cinco deles serão convidados para um desafio virtual de um dia apresentado por John, que também será o mentor dos finalistas antes de fazerem sua apresentação para o CEO da Lowe's, Marvin R. Ellison, e outros executivos.

O vencedor final do desafio receberá a maior ajuda de marketing e posicionamento estratégico de seus produtos na rede de materiais de construção.

Os finalistas serão anunciados e apresentados na Lowes.com ainda este ano.

Algumas outras grandes empresas recentemente também fizeram esforços para promover negócios minoritários. A Sephora, por exemplo, se comprometeu a dedicar 15% de seu espaço de prateleira para produtos de empresas de propriedade de negros. Já a Johnson & Johnson investiu na Sunday II Sunday, uma empresa de produtos para cabelos de propriedade de afro-americanos.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).