INSS: 45% dos peritos voltaram ao atendimento presencial

Retomada gradual acontece após um impasse sobre a volta das atividades presenciais entre o INSS e a Associação Nacional dos Médicos Peritos Federais (ANMP)

Da CNN
24 de setembro de 2020 às 12:51

Um balanço divulgado pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) apontou que 45% dos peritos voltaram a prestar atendimento presencial em 135 agências pelo país. Ao todo, os 421 servidores realizaram 3.796 perícias nessa quarta-feira (23).

A retomada gradual acontece após um impasse sobre a volta das atividades presenciais entre o INSS e a Associação Nacional dos Médicos Peritos Federais (ANMP). 

Na segunda-feira (21), a (ANMP) começou a realizar vistorias em agências do INSS e constatou que 87 das 108 agências visitadas têm condições de voltar ao atendimento presencial, enquanto 21 foram consideradas inaptas.

À CNN, o presidente do INSS, Leonardo Rolim, disse que as vistorias realizadas por peritos confirmaram os protocolos de segurança para a retomada. "Nós fizemos um trabalho de forma programada e com muito cuidado, e agora as visitas dos peritos confirmaram o que eu vinha falando desde o início: que o INSS tem um protocolo de segurança sanitária dos melhores que existem no Brasil", avaliou.

Leia e assista também:
Justiça suspende determinação para volta de peritos ao INSS
'Vistoria dos peritos confirma protocolo de segurança', diz presidente do INSS
Associação de médicos peritos faz vistoria nas agências do INSS 

Agência da Previdência Social
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Na quarta-feira (23), a Justiça Federal do Distrito Federal suspendeu o retorno dos profissionais em agências que foram consideradas "inaptas".

O juiz federal Márcio de França Moreira, da 8a. Vara do Distrito Federal, também determinou que "o corte de ponto, o desconto nas remunerações e a instauração de procedimentos disciplinares" contra os peritos também fossem suspensas. 

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia informou à CNN que o governo irá recorrer. 

Volta progressiva

O presidente do INSS ainda informou à CNN que o "retorno é progressivo" e que só alguns serviços estão serão realizados de forma presencial neste momento.

"Só alguns serviços estão sendo disponibilizados na agência nesse momento. A maior parte continua sendo feita remotamente pelo INSS", informou. "Outros serviços podem ser requeridos pelo telefone 135 ou pelo aplicativo Meu INSS, e serão concedidos remotamente pelos servidores do INSS. Nesse momento, são apenas sete serviços nas agências", acrescentou.

A retomada do atendimento da categoria nas agências estava prevista para até o final da semana passada, mas os peritos recusaram o retorno, alegando falta de condições de trabalho, além de riscos de contaminação pela Covid-19.

Questionado sobre a qualidade dos serviços, o presidente do INSS assegurou que há um "processo permanente de tentar melhorar a qualidade do INSS".

"Inclusive, estamos discutindo com instituições como o Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho e Defensoria Pública da União para fazermos um amplo acordo em melhorar cada vez mais a estrutura do INSS, para que o cidadão tenha um atendimento cada vez melhor", encerrou.

(Com informações de Renata Agostini, da CNN)