Petrobras diz que custo de descomissionamento das plataformas será de US$ 6 bi

A empresa informou ainda que prevê entrada de US$ 1 bilhão em caixa por desinvestimentos em 2020, depois de ter recebido US$ 14,4 bilhões em 2019

Roberto Samora, da Reuters
28 de setembro de 2020 às 18:42
Funcionários em plataforma da Bacia de Campos: plano prevê descomissionamento de plataformas, gasodutos e poços offshore
Foto: REUTERS/Bruno Domingos

A Petrobras (PETR3 e PETR4) estimou em US$ 6 bilhões o custo de projetos em andamento de descomissionamento de plataformas e outros ativos até 2024, segundo uma apresentação divulgada ao mercado nesta segunda-feira.

Leia também:
Petrobras diz que acordo com Sete Brasil depende de condições e dá novo prazo
Petrobras assumirá fatia da Total em blocos na Foz do Amazonas

O custo em 2020 foi estimado em US$ 500 milhões. Em 2021, o valor gasto subirá para US$ 2,3 bilhões. Em 2022 e 2023, a empresa gastará a cada ano US$ 1,1 bilhão, e outros US$ 1 bilhão em 2024.

O plano prevê descomissionamento de plataformas, gasodutos submarinos e poços offshore.

A empresa informou ainda que prevê entrada de US$ 1 bilhão em caixa por desinvestimentos em 2020, depois de ter recebido US$ 14,4 bilhões em 2019.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook