Com parques abertos e baixo movimento, Disney irá demitir 28 mil funcionários

Unidades vêm sendo reabertas, com restrições, desde julho; apenas a Disneylândia da Califórnia segue fechada

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
29 de setembro de 2020 às 18:38 | Atualizado 30 de setembro de 2020 às 10:31

A Wall Disney informou nesta terça-feira (29) que deve demitir cerca de 28 mil de seus funcionários nos Estados Unidos. 

A decisão acontece em meio às dificuldades de erguer a movimentação em seus parques, que vêm sendo reabertos, com restrições, desde julho. Atualmente, apenas a Disneylândia da Califórnia segue fechada. 

Leia também:

Com parques fechados, Disney tem prejuízo de US$ 4,72 bilhões

Walt Disney World reabriu ao público no dia 11 de julho com várias medidas de segurança
Foto: Octavio Jones - 11.jul.2020 / Reuters

De acordo com a companhia, dois terços dos colaboradores que estão sendo afastados trabalha em regime de meio período. 

No segundo trimestre (terceiro trimestre fiscal da companhia), com os parques ainda completamente fechados, a Disney viu uma queda de 42% na receita (para US$ 11,8 bilhões). Os lucros de US$ 1,43 bilhão no mesmo trimestre um ano antes foram revertidos a um prejuízo de US$ 4,72 bilhões. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook