Dia das Crianças: faturamento do varejo tem queda de 4,2% em relação a 2019

O que chama atenção no levantamento feito pela Cielo e obtido com exclusividade pelo CNN Brasil Business é o recuo de 7,6% da receita proveniente do e-commerce

Leonardo Guimarães, do CNN Brasil Business, em São Paulo
14 de outubro de 2020 às 19:22 | Atualizado 14 de outubro de 2020 às 19:35
Brinquedos em uma mesa: varejo faturou menos com as vendas de Dia das Crianças em 2020
Foto: Jerry Wang / Unplash

O Dia das Crianças não é a data mais importante para o varejo nacional, mas serve como termômetro da demanda do setor envolto à crise. E o que se viu foi queda nas vendas relacionadas à data comemorativa. 

De acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado, obtido com exclusividade pelo CNN Brasil Business, houve recuo de 4,2% no faturamento do varejo entre os dias 2 e 12 de outubro em relação com o mesmo período no ano passado. 

Leia também:
Vendas no varejo avançam 3,4% em agosto e registram patamar recorde
Ricardo Eletro protocola maior plano de recuperação judicial do varejo

O que chama atenção no levantamento é a queda faturamento do e-commerce. A receita proveniente das vendas pela internet caiu 7,6%.

Já a queda nas lojas físicas foi um pouco mais branda. Os lojistas de shopping e de rua tiveram faturamento 3,9% menor em relação ao Dia das Crianças do ano passado. 

O principal segmento para a data, o de brinquedos, subiu 5,4% em 2020. No entanto, puxaram o índice para baixo os segmentos de vestuário e alimentação. 

No estado mais rico do país o tombo foi bem maior que a média. O faturamento em São Paulo no período caiu 11,1%. 

Os estados da região Norte tiveram o melhor desempenho, com crescimento, na média, de 9,1%. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook