Autonomia do BC: banco pode ter que controlar inflação e fomentar emprego

Senadores parecem estar mais próximos de um acordo para votar o projeto que visa dar autonomia ao Banco Central

Fernando Nakagawa
Por Fernando Nakagawa, CNN  
21 de outubro de 2020 às 07:16
Capa do podcast Abertura de Mercado
Foto: CNN Brasil

Nos últimos dias foi costurado um novo texto do projeto que prevê que a instituição poderá ter uma espécie de duplo mandato. O projeto prevê que será mantida a missão do BC de assegurar a estabilidade dos preços na economia, ou seja, controlar a inflação. Também terá como objetivo, no entanto, suavizar as flutuações do nível de atividade econômica e fomentar o pleno emprego.

No episódio de hoje:

- Senadores parecem estar mais próximos de um acordo para votar o projeto para dar autonomia ao Banco Central;
- Nos últimos dias foi costurado um novo texto do projeto que prevê que a instituição poderá ter uma espécie de duplo objetivo – ou duplo mandato;
- O projeto prevê que será mantida a missão do BC de assegurar a estabilidade dos preços na economia, ou seja, controlar a inflação;
- Diz ainda que o BC também terá como objetivo suavizar as flutuações do nível de atividade econômica e fomentar o pleno emprego;
- Essa nova função foi incluída no texto nas últimas horas, já que não constava no documento produzido na semana passada pelo relator da matéria;
- Temário Mota, do Pros de Roraima, argumenta que a busca pelo pleno emprego tende a ser mais bem sucedida em uma economia em que as flutuações econômicas são graduais;
- O mercado financeiro teve uma terça-feira de alívio. Investidores colocaram as preocupações domésticas de lado e o ânimo prevaleceu com sinais de novos estímulos na economia dos EUA;
- Isso acabou superando a preocupação com a possibilidade de volta à recessão na Europa por causa da nova onda da Covid-19;
- Assim, o Ibovespa teve alta de 1,91%, e fechou aos 100.539 mil pontos;
- Mas, apesar do ânimo da bolsa, o dólar voltou a subir e terminou o dia 0,11% mais caro, a R$ 5,61;
- Nos últimos dias, autoridades dos EUA e Brasil trocaram gentilezas e sorrisos em Brasília ao anunciar tratativas para tentar aumentar o comércio e os investimentos entre os países;
- Pois na prática o tom dessa relação tem sido bem mais duro com prejuízos para os brasileiros;
- Reportagem do jornal O Globo mostra que, na semana passada, o governo Donald Trump aumentou a tarifa de importação do alumínio de 15% para 145%;
- Com a medida, embarques de chapas de alumínio brasileiro para os Estados Unidos foram interrompidos;
- Produtores brasileiros preveem prejuízo de mais de R$ 500 milhões;
- O Departamento de Justiça dos EUA acusa formalmente o Google de impedir a concorrência nas buscas na internet;
- A empresa foi classificada como um “guardião do monopólio da internet” e acusada de adotar medidas para tentar excluir os concorrentes do mercado;
- Procurador-Geral dos EUA, William Barr, disse que se a empresa continuar com esses procedimentos anticompetitivos, o país pode perder a próxima onda de inovação;
- Essa é a maior ação antitruste nos EUA desde a ação contra o poder da Microsoft na década de 1990, ou seja, pode ser o maior processo dessa geração;
- A União Europeia já alega, desde 2016, que o Google, que é dono do Android, oferece o sistema operacional às fabricantes de celular com cláusulas que bloqueavam outros mecanismos de buscas nesses telefones;
- O processo europeu cita que o Google pagaria entre US$ 8 bilhões e US$ 12 bilhões por ano para a Apple para que as buscas no iPhone dessem prioridade ao Google;
- Como reação à iniciativa, o Googe avaliou o processo como “profundamente equivocado”;
- Defende que as pessoas escolhem sua plataforma e não são forçadas a utilizá-la ou porque não encontram alternativas;
- Dados da consultoria statcounter mostram que o Google tem 92% do mercado global de buscas na internet. O segundo colocado é o Bing, da Microsoft, com menos de 3%;
- Netflix anunciou os resultados do terceiro trimestre e os números não foram muito bons;
- A contagem de novos assinantes somou 2,2 milhões de pessoas entre julho e setembro, abaixo da previsão dos analistas do mercado financeiro que previam aumento de 3,4 mi;
- Este número de novos assinantes é resultado da maior competição no mercado de streaming e pelo retorno dos esportes ao vivo na televisão tradicional;
- Na primeira metade do ano, com o mundo, a Netflix comemorou a adesão de 16 milhões de clientes no primeiro trimestre e outros 10 milhões de abril a junho deste ano;
- Com a notícia, a ação da empresa caiu mais de 6% nos negócios do pós-mercado ontem em Nova York;
- AGENDA: Atenção à possibilidade de avanço do projeto de autonomia do Banco Central no Congresso Nacional;
- Na agenda econômica, os EUA divulgam a atualização das projeções econômicas pelo Fed;
- Entre as empresas, a catarinense WEG divulga resultado do terceiro trimestre.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook