Smartphones mais procurados estão até 17% mais caros do que há três meses

Um levantamento do CNN Business na plataforma Zoom avaliou o comportamento dos preços ao longo dos três últimos meses. Confira as altas

Raphael Coraccini, colaboração para o CNN Brasil Business, em São Paulo
24 de novembro de 2020 às 05:00 | Atualizado 27 de novembro de 2020 às 11:42

 

Na semana da Black Friday, algumas das principais plataformas de monitoramento estão apontando alta nos preços de alguns dos produtos mais procurados. Nas categorias de smartphones e eletrodomésticos, o aumento chega 18% nos últimos três meses.

Vale lembrar que smartphones e eletrodomésticos só perdem para itens de moda como os mais procurados durante o evento.

Um levantamento do CNN Business na plataforma Zoom avaliou o comportamento dos preços ao longo dos três últimos meses no segmento de celulares mais vendidos. Entre os modelos mais procurados foram selecionados três da Samsung, um da Xiaomi e um da Apple. Na média, o aumento de preço foi de 3,6%.

Apenas um modelo registrou redução com a proximidade da Black Friday. O Samsung Galaxy A71 teve queda de 5,5%, passando de R$ 1.799 em setembro para R$ 1.699 nesta semana. O aparelho chegou a custar R$ 1.979 em outubro, mas caiu no início deste mês.  

O campeão de vendas em setembro na plataforma Zoom, o Samsung Galaxy A51, era vendido a R$ 1.599 naquele mês. O aparelho teve uma queda abrupta de preço no dia 23 de outubro. Porém, já no dia seguinte, registrou aumento recorde. O produto se estabilizou na alta e está sendo vendido a R$ 1.619, 1,5% acima do valor registrado três meses atrás.

Dos cinco itens avaliados, todos tiveram seu pico de preços a partir do dia 15 de outubro. Destaque para o Xiaomi Redmi Note 8, que teve um crescimento de 17% no preço nos últimos três meses e bateu seu patamar mais alto dos últimos meses exatamente na semana da Black Friday.

Entre os eletrodomésticos mais pesquisados, o aumento é ainda maior, média de 8% no preço dos cinco itens mais buscados do segmento. O levantamento feito pela plataforma Comparaí indicou que a máquina de lavar roupas mais procurada teve acréscimo de 18% entre setembro e novembro.

O fogão e a geladeira mais populares na plataforma somam, só entre outubro e novembro, aumento de 17% cada modelo.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook