Ibovespa sobe pelo 5º dia seguido e avança 4,2% na semana; dólar cai a R$ 5,33

De julho a setembro, a taxa de desocupação alcançou 14,6%, o maior percentual da série histórica iniciada em 2012, de acordo com o IBGE

Manuela Tecchio e Leonardo Guimarães, do CNN Brasil Business, em São Paulo
27 de novembro de 2020 às 09:12 | Atualizado 27 de novembro de 2020 às 19:57
Notas de dólar
Foto: Giorgio Trovato/Unsplash

O Ibovespa termina a semana no azul e com um movimento muito bem definido, já que o índice teve alta por cinco dias seguidos. 

O pregão desta sexta-feira terminou com alta de 0,37% na Bolsa. Com isso, o principal índice acionário do Brasil chega aos 110.575,47 pontos. 

Na semana, o Ibovespa avançou 4,27%.

A Suzano (SUZB3), que anunciou aumento de preços, acançou 3,99% e teve a segunda maior alta do índice hoje. 

O Itaú Unibanco (ITUB4), que aprovou cisão de participação do conglomerado na XP, subiu 0,77%.

O rali da PetroRio (PRIO3) continua e as ações da companhia subiram 2,52%. 

"O principal ponto que embasa esse otimismo foi o avanço das principais vacinas da Covid-19 com níveis de eficiência maiores, trazendo alívios para os mercados globais", destacou o sócio e líder de renda variável na BlueTrade, Abner Gonçalves.

No cenário internacional, repercutia o recente progresso das pesquisas para uma vacinas contra a Covid-19 e a vitória eleitoral de Joe Biden nos Estados Unidos (EUA). Além disso, há esperanças de mais pacotes de estímulo, o que tem enfraquecido o dólar lá fora.

O dólar terminou em leve baixa ante o real nesta sexta-feira, ao fim de uma sessão em que alternou ganhos e perdas, em novo dia de fraqueza geral da divisa norte-americana diante de nova rodada de busca por risco respaldada na confiança na recuperação econômica global.

O dólar à vista caiu 0,19%, a R$ 5,3261 na venda, após oscilar entre R$ 5,381 (+0,84%) e R$ 5,3209 (-0,29%).

Na semana, a cotação recuou 1,13%, engatando a segunda semana consecutiva de retração. Em novembro, o dólar cede 7,18%, mas ainda sobe 32,72% em 2020.

No Brasil, os investidores repercutem o desemprego recorde no trimestre encerrado em setembro.  De julho a setembro, a taxa de desocupação alcançou 14,6%, o maior percentual da série histórica iniciada em 2012, de acordo com a Pesquisa Nacional po Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada nesta sexta-feira (27) pelo IBGE.

Leia também:
Índices acionários da China fecham a sexta em alta e registram ganhos na semana
'Efeito Grupo Mateus' faz bancos de investimento colocarem o pé na estrada

Na equipe econômica, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, negaram em entrevistas terem divergências com relação à situação fiscal do país. As declarações devem acalmar investidores depois de certa polêmica envolvendo os dois.

Bolsas internacionais

Os mercados em Wall Street avançaram e o Nasdaq fechou em máxima recorde nesta sexta-feira, em uma semana encurtada por um feriado, com varejistas dando início à temporada de compras de fim de ano em meio a hospitalizações recordes por Covid-19.

O Nasdaq teve desempenho superior, já que investidores preferiram ações relacionadas a tecnologia e de líderes de mercado, que tiveram um bom desempenho durante a pandemia, enquanto papéis cíclicos --economicamente sensíveis-- pesaram sobre o mercado geral.

O índice Dow Jones subiu 0,13%, a 29.910 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,239693%, a 3.638 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,92%, a 12.205 pontos.

Dos 11 principais setores do S&P 500, o de saúde teve os maiores ganhos percentuais, enquanto as ações de energia tiveram a maior perda percentual.

As ações europeias fecharam em alta nesta sexta-feira e subiram pela quarta semana consecutiva, com os investidores olhando para além dos danos de curto prazo causados ??pelo coronavírus e esperando por uma recuperação econômica mais rápida no próximo ano, enquanto o banco espanhol BBVA subiu após encerrar negociações para fusão com o Banco Sabadell.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,38%, a 1.518 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,41%, a 393 pontos, registrando alta de 0,93% na semana, com os setores de tecnologia e bancos liderando os ganhos no dia.

Também os índices acionários da China subiram nesta sexta-feira e fecharam a semana com ganhos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 1,24%, enquanto o índice de Xangai .SSEC teve ganho de 1,14%.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook