Mike Tyson amplia sua fortuna vendendo maconha e quer construir paraíso da erva

Ele é dono da Tyson Holistic, empresa que comercializa vários produtos ligados à erva. No portfólio estão petiscos, relaxantes musculares, dichavadores e, claro

Leonardo Guimarães, do CNN Brasil Business, em São Paulo
28 de novembro de 2020 às 05:00 | Atualizado 28 de novembro de 2020 às 05:05
Mike Tyson
Foto: Instagram/Reprodução

Mike Tyson volta aos ringues neste sábado (28). Ele enfrenta Roy Jones Jr. em uma luta que deve lhe render US$ 10 milhões, mais que o triplo do que vai receber seu adversário, segundo o jornalista Kevin Iole, da Yahoo Sports. 

Mas, por incrível que pareça, esse dinheiro todo não foi o que atraiu a lenda do boxe para a luta. Ele disse que pretende doar tudo o que ganhar em função da exibição de hoje (só não disse para quem). Quando o assunto é dinheiro, sua cabeça está na maconha. 

Leia também:
Saiba o que esperar da luta entre Mike Tyson e Roy Jones Jr.
Ações de empresas de maconha disparam após início de transição de Biden nos EUA
Maradona: após ‘falência’, ex-jogador usou sua imagem para construir fortuna

Isso porque ele é dono da Tyson Holistic, empresa que comercializa vários produtos ligados à erva. No portfólio estão petiscos, relaxantes musculares, dichavadores e, claro, a erva para consumo (recreativo). 

E o negócio dá dinheiro, viu? Em entrevista ao podcast Hotboxin', Mike Tyson afirma que a Tyson Holistic fatura US$ 500 mil por mês.

Tudo bem que Tyson e seus “parças” não ajudam tanto o caixa da empresa, já que fumam o equivalente a US$ 40 mil por mês da maconha plantada no complexo de 160 mil metros quadrados da companhia.

A empresa é sediada na Califórnia, estado onde a comercialização da maconha é permitida para fins recreativos. 

Paraíso da maconha 

Pensando nisso, Tyson quer expandir o negócio e criar um resort onde os visitantes podem fumar maconha tranquilamente, exceto nos locais onde a empresa vende bebidas alcoólicas. 

Mas esse não será apenas um espaço onde as pessoas ficam chapadas. A promessa é promover saúde e bem-estar. O complexo terá spas focados nos produtos a base de cannabis e deve sediar festivais temáticos. 

Mike Tyson; maconha
Foto: Instagram/Reprodução

Além disso, o “paraíso da maconha” vai formar agricultores da erva. Tudo isso será construído em uma área de 1,6 milhão de metros quadrados. 

Depois da falência

Mike Tyson já ganhou muito dinheiro. Foram US$ 300 milhões acumulados depois de uma carreira vitoriosa no boxe. Depois, porém, perdeu boa parte da fortuna por causa de processos e dívidas. Em 2003, ele decretou falência (os Estados Unidos aceitam pedidos de falência pessoal). 

Agora ele se junta a Eben Britton, ex-jogador de futebol americano, para reconstruir sua fortuna – ou pelo menos parte dela. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook