Magazine Luiza dobra as vendas na Black Friday e tem o melhor mês da história

O bom desempenho online fez com que o e-commerce ganhasse dez pontos percentuais de participação no mercado, de acordo com as consultorias Nielsen e E-bit

Juliana Faddul, colaboração para o CNN Brasil Business
30 de novembro de 2020 às 16:28
Fachada de loja do Magazine Luiza: empresa mais do que dobrou as vendas na Black Friday
Foto: Divulgação

Crise? Não para o Magazine Luiza (MGLU3). A gigante do varejo teve o seu melhor mês em vendas em novembro. O motivo, claro, foi a Black Friday. Em comparação com o mesmo período no ano passado, a empresa mais do que dobrou as suas vendas – tanto nas lojas físicas como na virtual.

Leia também:
Cyber Monday deve ser maior dia de compras online da história dos EUA
Via Varejo diz que atingiu R$ 3 bi em vendas na Black Friday, alta de 37%

O bom desempenho online fez com que o e-commerce ganhasse dez pontos percentuais de participação no mercado, de acordo com as consultorias Nielsen e E-bit.

Além de categorias já conhecidas pelo bom desempenho na Black Friday, como tecnologia e eletrodomésticos, destacaram-se produtos da categoria ‘Mercado’. Foram vendidos mais de um milhão de itens – entre produtos de higiene e limpeza, alimentos e bebidas – comercializados entre quinta-feira (26) e domingo (29).

Outros produtos também ganharam destaque, como fraldas (foram vendidas mais de 5 milhões), latas de milho (90 mil latas de milho) e pneus (30 mil). A presença do Magalu no marketplace também cresceu 152% em relação a 2019.

Mesmo com o crescimento exponencial das vendas, as reclamações do Magalu se contiveram. Segundo levantamento do site Reclame Aqui, apenas 0,02% dos consumidores reclamaram dos pedidos durante o evento. Essa porcentagem foi 15% menor do que a média dos últimos seis meses.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook