Uber e JetBlue juntam-se a fundo ESG da Amazon para investimentos ecológicos

Até agora, 18 empresas, incluindo Best Buy e Verizon, assinaram o Climate Pledge, que foi estabelecido em 2019 pela Amazon, de Jeff Bezos

Chavi Mehta em Bengaluru e Jeffrey Dastin, da Reuters
02 de dezembro de 2020 às 13:20
O aplicativo de transporte Uber
Sede da empresa do aplicativo de transporte Uber: empresa quer fazer investimentos tecnológicos
Foto: Luisa Gonzalez/Reuters

A Amazon disse nesta quarta-feira que cinco empresas, incluindo Uber Technologies e JetBlue Airways, se juntaram ao seu fundo que investe em empresas que desenvolvem tecnologias ecológicas.

O presidente-executivo, Jeff Bezos, prometeu no ano passado tornar a maior empresa de comércio eletrônico dos EUA neutra em carbono até 2040, enquanto funcionários e consumidores ao redor do mundo protestavam por medidas mais amplas para lidar com as mudanças climáticas.

Leia também:
Governo e bancos vão ampliar oferta de serviços digitais, como pagamento de IPVA
Nubank lança seguro de vida a partir de R$ 9/mês que cobre Covid-19

Ativistas ambientais comemoraram a medida, mas disseram que cortar todas as emissões relacionadas à Amazon, que entrega 10 bilhões de itens por ano e tem uma grande pegada de carbono resultante do transporte de itens e de data centers, é um grande desafio.

Até agora, 18 empresas, incluindo Best Buy e Verizon, assinaram o Climate Pledge, que foi estabelecido em 2019.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook