Waack: Adiamento da reforma tributária mostra falta de liderança política

Apenas a falta de capacidade de articulação explica essa demanda, que está no topo de todo mundo que age na economia brasileira, ficar para o ano que vem

Da CNN
10 de dezembro de 2020 às 08:53 | Atualizado 10 de dezembro de 2020 às 08:53

No quadro CNN Poder desta quinta-feira (10), na CNN Rádio, William Waack analisa a prorrogação dos trabalhos da comissão mista da reforma tributária até 31 de março de 2021.

“Havia uma demanda de todos os setores da economia brasileiras, de quem toma decisões de investimento, de pessoas físicas, de quem contrata, que era uma simplificação da carga tributária brasileira”, disse Waack.

Segundo o jornalista, ninguém espera que a carga tributária diminua, mas existe uma demanda para que se acabe com o “cipoal tributário” atual, que sufoca a economia brasileira, a torna menos competitiva e muito mais cara.

“O que nós temos é uma falta de liderança política e de capacidade de articulação de tal ordem que uma demanda dessas, que está no topo de todo mundo que age na economia brasileira fique para o ano que vem”, opinou.

“Como se tivéssemos agora, como coisa mais urgente liberar a importação de armas – e não vou entrar no mérito dessa questão. Mas o que estou dizendo é que as prioridades estabelecidas são assustadoras no grau de ignorância que manifestam daquilo que realmente importa para quem quer fazer esse país andar para frente.”

William Waack conduz o CNN Poder, na CNN Rádio
Foto: CNN Brasil