Governo de SP deve ampliar o horário do comércio

Objetivo é evitar que aglomerações ocorram nos centros comerciais durante as compras de Natal

Da CNN, em São Paulo
11 de dezembro de 2020 às 10:02 | Atualizado 11 de dezembro de 2020 às 10:42


De acordo com apurações da colunista Thais Herédia, o governo de São Paulo deve anunciar nesta sexta-feira (11) a ampliação do horário do comércio no estado. A medida é uma estratégia para evitar o contágio pelo novo coronavírus durante as compras de Natal.

No momento, o horário autorizado para funcionamento do comércio é de 10 horas e, após reunião com o setor varejista, o governador de São Paulo, João Doria, deve estender esse período para que aglomerações sejam evitadas no comércio popular. Desde o fim de novembro, tradicionais pontos de comércio popular da capital paulista registraram grande movimentação e aglomerações, como na região do Brás e da 25 de março, no centro de São Paulo.

Leia também:
O que pode e o que não pode nos principais destinos turísticos do Brasil neste fim de ano
Dimas Covas: Ministro da Saúde passou a entender a urgência da situação
Governo de SP anuncia início da produção da Coronavac no Instituto Butantan

A coletiva do governador João Doria sobre as novas medidas para o estado é prevista para o início da tarde.

Rio liberou centros comerciais por 24 horas
A ampliação do horário do comércio para evitar aglomeração também foi uma medida adotada pelo governo do Rio de Janeiro. Na última sexta-feira (4), o Rio autorizou que shoppings e centros comerciais fiquem abertos por 24 horas para evitar aglomerações durante as festas de fim de ano. O governo de São Paulo, no entanto, ainda irá detalhar o período de ampliação do comércio.
 

Movimentação na região da 25 de março, em São Paulo, em meio à pandemia da Covid
Movimentação na região da 25 de março, em São Paulo, em meio à pandemia da Covid-19
Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo (9.dez.2020)

Fecomercio destaca medida


O assessor econômico da Fecomercio, Fábio Pina, destacou que a medida de ampliação do horário do comércio em São Paulo é positiva para combater o vírus. "Desde o começo, quando a Fecomercio participou da elaboração dos protocolos sanitários, a gente já entendia que quantas mais horas estivessem disponíveis para o lojista [ficar aberto], provavelmente teria a mesma ou menos aglomeração do que com menos horas."

Destaques do CNN Brasil Business
Fim do mistério: nos 40 anos do Chester, empresa divulga fotos do animal vivo
Bancos e cervejas no topo: confira as marcas mais valiosas do Brasil em 2020
Cigarro ilegal perde espaço com fronteira fechada na pandemia

(Publicado por: André Rigue)