Sequoia anuncia compra da Prime, que atua no e-commerce de produtos grandes

A Prime apresentou um faturamento bruto de R$ 199,5 milhões e crescimento de 54% sob o mesmo período do ano anterior

Beth Moreira, do Estadão Conteúdo
11 de dezembro de 2020 às 12:38
Sequoia - Logística e Transporte
Foto: Sequoia/Reprodução - Instagram

A Sequoia Logística e Transportes informa que celebrou contrato para a aquisição de 100% da Prime Express Logística e Transporte e da Prime Time Logística e Transportes Eireli. Os valores da transação não foram divulgados. "A aquisição permitirá à Sequoia ampliar sua capacidade de atendimento ao e-commerce de médio rodo e rodo pesado, aumentando sua capilaridade e densidade operacional.

Tal aquisição também reforça o compromisso da companhia em seguir realizando investimentos e expandindo sua operação", informa a empresa em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A empresa destaca que a consumação da Transação está sujeita ao cumprimento de determinadas condições precedentes, incluindo a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Leia também: 

Bancos e cervejas no topo: confira as marcas mais valiosas do Brasil em 2020
A fortuna e os herdeiros de Joseph Safra, um dos homens mais ricos do Brasil

A Prime atua no ramo de transporte e logística, com foco no segmento de e-commerce de produtos grandes, denominado no mercado de "médio rodo" e "rodo pesado", operando nos modelos cross docking, door to door, milk run e logística reversa para B2C, para as regiões Sul, Sudeste, Distrito Federal e Goiás. No mercado há mais de 10 anos, a Prime atua em oito estados do território brasileiro, possui 6 filiais e mais de 700 colaboradores. Com sede instalada na cidade de Itupeva (SP), opera com processos operacionais padronizados visando proporcionar agilidade e segurança aos seus clientes.

No período de 12 meses encerrado em outubro de 2020, a Prime apresentou um faturamento bruto de R$ 199,5 milhões e crescimento de 54% sob o mesmo período do ano anterior.

 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook