Acordo de Paris é requisito para pacto Mercosul-UE, diz Comissão Europeia

O acordo estabelece metas para a emissão de carbono e de desenvolvimento sustentável

Pedro Caramuru
15 de dezembro de 2020 às 11:38
Bandeiras dispostas para a 54ª Cúpula do Mercosul
Foto: Isac Nóbrega/PR

O Acordo de Paris, que estabelece metas para a emissão de carbono e de desenvolvimento sustentável, está entre os requisitos chave para o pacto comercial entre o Mercosul e União Europeia (UE), segundo informou a Comissão Europeia em comunicado após reunião ministerial informal entre ambas as partes na segunda-feira, 14.

Na segunda, estiveram reunidos o vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, o Alto Representante da União Europeia Josep Borell, bem como ministros da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, entre eles o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo.

Leia também:
Inflação faz juro ficar negativo e ter pior rendimento do milênio – e vai piorar
Novo lote do abono do PIS é liberado; veja quem pode receber até R$ 1.045

Conforme a declaração, "os dois lados UE e Mercosul expressaram a convicção de que a cooperação para estabelecer condições ideais para entrada no acordo irá aumentar o potencial para contribuição nos objetivos compartilhados de desenvolvimento sustentável, observando os princípios e guias para a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável".

"O processo e as ações de aumento no diálogo de políticas públicas devem focar, em particular nas áreas de preocupação pública do acordo, inclusive no desmatamento", completou o texto.

Cúpula do clima

Durante reunião de quase 80 chefes de Estado que participaram neste fim de semana de uma cúpula do clima organizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) o presidente Jair Bolsonaro ficou fora da lista de oradores convidados.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook