Vendas no varejo recuam 11% em novembro, mostra ICVA

Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, houve queda de 4,3%

Paula Arend Laier, da Reuters
16 de dezembro de 2020 às 09:58
Pessoas circulam de máscara por rua de comércio popular no centro do Rio de Janeiro durante pandemia da Covid-19
Foto: Lucas Landau/Reuters (29.jun.2020)


As vendas no varejo brasileiro recuaram 11% em novembro frente ao mesmo período do ano anterior, descontada a inflação, mostrou nesta quarta-feira o Índice Cielo de Varejo Ampliado (ICVA), que acompanha 1,4 milhão de varejistas credenciados à empresa de meios de pagamentos.

Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, houve queda de 4,3%.

Leia também:
21 dicas do Procon para evitar problemas nas compras de Natal
32% dos brasileiros conseguiram economizar em 2020, diz pesquisa da CNI

O resultado de novembro interrompe a recuperação do comércio registrada pelo ICVA entre abril e outubro. Em outubro, houve queda de 7,7% nas vendas reais e declínio de 1,6% nas vendas nominais na base ano a ano.

"A queda do ritmo do varejo aconteceu em todos os macrossetores, indicando uma piora geral no cenário", afirmou o superintendente-executivo de Inteligência da Cielo, Gabriel Mariotto.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook