Ações europeias se recuperam com evolução de acordo do Brexit ofuscando pandemia

Índice pan-europeu STOXX 600 encerrou em alta de 1,2%, recuperando-se de uma queda de mais de 2% na sessão anterior

Por Susan Mathew, da Reuters
22 de dezembro de 2020 às 15:39
Bandeiras da UE e do Reino Unido durante protesto anti-Brexit na frente do Parlamento britânico, em Londres
Foto: Toby Melville - 17.dez.2018/Reuters

As ações europeias registraram seu melhor dia em seis semanas nesta terça-feira, (22), recuperando-se de fortes vendas generalizadas com o otimismo em torno do Brexit e do estímulo dos Estados Unidos ajudando a dissipar as preocupações de um novo impacto para a economia global do surgimento de uma nova cepa do coronavírus no Reino Unido.

O índice pan-europeu STOXX 600 encerrou em alta de 1,2%, recuperando-se de uma queda de mais de 2% na sessão anterior, o que também constituiu o maior recuo em uma sessão em quase dois meses.

A União Europeia (UE) está dando um "impulso final" na tentativa de chegar a um acordo comercial do Brexit com o Reino Unido, afirmou seu principal negociador nesta terça-feira,(22), com os dois lados caminhando para um acordo sobre pesca - uma questão de conflito - dias antes do fim do acordo de transição do Reino Unido desde que saiu do bloco.

Leia também
UE diz que momento é crucial nas negociações com Reino Unido
Reino Unido diz que mutação do novo coronavírus está 'fora de controle'

"(O progresso da pesca) destaca a vontade de avançar para algo que acabará por romper o impasse atual", disse Joshua Mahony, analista sênior de mercado da plataforma IG.

Auxiliando o índice de Londres a reverter as perdas iniciais, dados mostraram que a recuperação econômica do Reino Unido após o impacto do coronavírus foi mais rápida do que se estimava anteriormente no terceiro trimestre.

O índice fechou em alta de 0,6%, rompendo uma sequência de perdas de três sessões.

As perdas foram desencadeadas pelo surgimento de uma nova variante do coronavírus de rápida propagação no Reino Unido, que forçou lockdowns mais amplos na região e levou países a fecharem suas fronteiras com o Reino Unido.

A UE recomendou nesta terça-feira a flexibilização do fechamento de fronteiras para permitir a retomada do transporte de carga.

. Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,57%, a 6.453 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX teve alta de 1,3%, a 13.418 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 valorizou-se 1,36%, a 5.466 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 2,03%, a 21.844 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou ganho de 1,85%, a 7.934 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,45%, a 4.726 ponto