Acordo de investimentos UE-China deve ser alcançado nesta semana, diz autoridade

As negociações sobre o acordo começaram em 2014, mas ficaram paralisadas por anos, já que a UE se queixava de que a China não cumpria promessas

Jan Strupczewski, da Reuters
28 de dezembro de 2020 às 12:21
Bandeiras da UE e da China antes do Diálogo Econômico de Alto Nível UE-China no hotel Diaoyutai State Guesthouse, em Pequim, China, 25 de junho de 2018.
Foto: REUTERS/Jason Lee

A China e a União Europeia (UE) devem fechar um acordo de investimento nesta semana que dará às empresas do bloco um acesso muito melhor ao mercado chinês e proteção para seus ativos no país asiático, disse uma autoridade sênior da UE nesta segunda-feira.

As negociações sobre o acordo começaram em 2014, mas ficaram paralisadas por anos, já que a UE se queixava de que a China não cumpria promessas de retirar restrições aos investimentos do bloco, apesar da promessa de abertura da segunda maior economia do mundo.

Leia também:
Jornalista que mostrou crise da Covid-19 em Wuhan é condenada a 4 anos de prisão
Em 2021, o Congresso quer andar com as reformas que ficaram paradas em 2020

Mas as tensões nas relações comerciais entre os Estados Unidos e a China podem ter ajudado a mudar a posição chinesa e no alcance de um acordo entre Pequim e Bruxelas, disse a autoridade.

"O acordo já pode ser fechado nesta semana", disse ela, acrescentando que o pacto, que poderia ser fechado durante uma videoconferência na quarta-feira, será traduzido para textos legais ao longo de vários meses.

"Conseguiremos um acesso muito melhor ao mercado e a proteção de nossos investimentos na China. Um melhor acesso ao mercado é algo por que trabalhamos há muitos anos e os chineses deram um grande passo em nossa direção", disse o funcionário.