Itaú Unibanco convoca para 31/01 assembleia sobre cisão de participação na XP

O percentual do capital da XP que passará a ser detido pela nova empresa após a operação representa 40,52%

Paula Arend Laier, da Reuters
31 de dezembro de 2020 às 14:59 | Atualizado 31 de dezembro de 2020 às 15:00
Itaú
Foto: Pilar Olivares - 6.jul.2017/ Reuters

O Itaú Unibanco convocou para 31 de janeiro assembleia geral extraordinária para decidir sobre a proposta de reorganização societária para segregar a participação do conglomerado na XP Inc. para uma nova companhia a ser constituída na data da AGE.

No final de setembro, a participação do banco na plataforma de investimentos somava 226.523.304 ações, equivalentes 41,05% do capital. O percentual do capital da XP que passará a ser detido pela nova empresa após a operação representa 40,52%, tendo em vista a recente capitalização da XP.

Leia também:
Ouro é o investimento que teve maior rentabilidade em 2020
Bolsa pode chegar a 81 mil ou 151 mil pontos em 2021: depende da situação fiscal
Itaú começa a vender sua fatia na XP e deve faturar mais de R$ 5 bi

Em fato relevante nesta quinta-feira, o Itaú disse que, após a implementação da operação, seus acionistas receberão participação acionária na nova companhia, na mesma quantidade, espécie e proporção das ações por eles detidas no próprio Itaú.

O banco estima que os custos envolvidos para a realização e efetivação da operação serão da ordem de, aproximadamente, R$ 13 milhões de reais, incluídas as despesas com publicações dos atos societários e honorários de auditores independentes, avaliadores e demais profissionais contratados para assessoria na operação.